Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Quem vai receber 'resposta esmagadora' do Irã pelo atentado em Ahvaz?

No sábado (22), militantes armados abriram fogo contra uma parada militar na cidade de Ahvaz, matando 29 pessoas e ferindo outras 60. O Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, que perdeu 12 de seus militares no atentado, prometeu que o Irã daria uma "resposta esmagadora" aos envolvidos no ataque. Mas de quem Teerã irá se vingar?
Sputnik

A responsabilidade pelo atentado foi assumida pelo Movimento Democrático Patriótico Árabe de Ahvaz (Al-Ahvazia), ligado à Arábia Saudita.

O líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, comentando a tragédia, afirmou que os atacantes receberam dinheiro da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos e que tinham sido apoiados pelos EUA.

Ex-chefe do Conselho de Cultura da administração presidencial iraniana, doutor Abbas Amirifar, acredita que por trás do ataque em Ahvaz estão países do Ocidente que "têm uma atitude hostil perante o Irã".

"Vale destacar que os terroristas que disseram estar envolvidos no atentado instalaram-se no Oc…

Força Aérea de Israel ataca alvos militares da Síria perto de Damasco

As forças de Israel lançaram três ataques de mísseis contra alvos militares situados na área de Qatif, perto de Damasco, comunicou nesta terça-feira (9) a agência SANA citando o comando do exército sírio.


Sputnik

De acordo com a mídia, a Síria repeliu o ataque; seu sistema de defesa antiaérea derrubou o avião e interceptou vários mísseis israelenses.


Soldado sírio observa território (imagem referencial)
Soldado e armamento sírio © Sputnik/ Valery Melnikov

O Comando-Geral do Exército e das Forças Armadas da Síria afirmou que o país respondeu a três ataques de mísseis de Israel.

A Síria advertiu Israel sobre os riscos de ataques deste tipo, acrescentou a edição.

Por enquanto, não há informações disponíveis sobre possíveis vítimas do ataque.

Não é pela primeira vez que Tel Aviv lança ataques contra o país vizinho. Em setembro de 2017, as forças israelenses atacaram as posições do exército sírio na província de Ham, perto da cidade de Masyaf, resultando na morte de duas pessoas.

Em outubro, caças da Força Aérea israelense destruíram uma bateria de defesa antiaérea síria a apenas 50 quilômetros de Damasco, afirmando que tal foi uma resposta ao ataque contra seus aviões quando estes realizavam uma missão de vigilância no espaço aéreo do Líbano.

A Síria vem enfrentando um conflito armado desde março de 2011. A Rússia lançou uma operação militar contra os terroristas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários países) em setembro de 2015, a pedido do presidente sírio, Bashar Assad.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas