Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Força Aérea de Israel ataca alvos militares da Síria perto de Damasco

As forças de Israel lançaram três ataques de mísseis contra alvos militares situados na área de Qatif, perto de Damasco, comunicou nesta terça-feira (9) a agência SANA citando o comando do exército sírio.


Sputnik

De acordo com a mídia, a Síria repeliu o ataque; seu sistema de defesa antiaérea derrubou o avião e interceptou vários mísseis israelenses.


Soldado sírio observa território (imagem referencial)
Soldado e armamento sírio © Sputnik/ Valery Melnikov

O Comando-Geral do Exército e das Forças Armadas da Síria afirmou que o país respondeu a três ataques de mísseis de Israel.

A Síria advertiu Israel sobre os riscos de ataques deste tipo, acrescentou a edição.

Por enquanto, não há informações disponíveis sobre possíveis vítimas do ataque.

Não é pela primeira vez que Tel Aviv lança ataques contra o país vizinho. Em setembro de 2017, as forças israelenses atacaram as posições do exército sírio na província de Ham, perto da cidade de Masyaf, resultando na morte de duas pessoas.

Em outubro, caças da Força Aérea israelense destruíram uma bateria de defesa antiaérea síria a apenas 50 quilômetros de Damasco, afirmando que tal foi uma resposta ao ataque contra seus aviões quando estes realizavam uma missão de vigilância no espaço aéreo do Líbano.

A Síria vem enfrentando um conflito armado desde março de 2011. A Rússia lançou uma operação militar contra os terroristas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários países) em setembro de 2015, a pedido do presidente sírio, Bashar Assad.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas