Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Primeiro voo do Aero L-159T2

A Aero Vodochody realizou o primeiro voo do treinador a jato L-159T2 de dois lugares em 1º de agosto. O voo de 30 minutos foi conduzido pelos pilotos de testes da empresa Vladimír Kvarda e David Jahoda.
Poder Aéreo

A Força Aérea Tcheca encomendou três exemplares em 2016, que devem ser entregues até o final deste ano. As aeronaves L-159 são operadas pelas forças aéreas tcheca e iraquiana, pela empresa americana Draken International e, no passado, foram alugadas pela Força Aérea Húngara para treinamento de pilotos.

Estas novas aeronaves de assento duplo T2 têm uma fuselagem central e dianteira recém-construída e apresentam várias melhorias significativas, principalmente em equipamentos de cockpit e sistema de combustível, e são totalmente compatíveis com o NVG. Cada cockpit é equipado com duas telas multifuncionais e um assento de ejeção VS-20 atualizado. A aeronave também pode oferecer uma capacidade de reabastecimento sob pressão. O radar GRIFO, já em uso na versão de um único assento, a…

Forças Democráticas Sírias: já matamos dezenas de militares turcos e seus aliados

De acordo com as Forças Democráticas Sírias (FDS), dezenas de militares turcos e seus aliados foram mortos desde o início da operação militar Ramo de Oliveira em Afrin.


Sputnik

Depois que a Turquia anunciou no sábado (20) o início da operação militar em Afrin, as Forças Democráticas Sírias (FDS) expressaram a prontidão para "defender a nós mesmos e nosso povo".


Combatentes das Forças Democráticas da Síria (FDS)
Combatentes das Forças Democráticas da Síria © REUTERS/ Rodi Said

Reuters informa, citando palavras dos representantes das FDS, liderados pelos EUA, que desde o início da operação militar turca Ramo de Oliveira, já mataram dezenas de militares das Forças Armadas da Turquia e seus aliados do Exército Livre da Síria.

Segundo destacou um oficial das FDS, o Exército turco está significativamente exagerando o número de mortes que sofreram as YPG (Unidades de Proteção Popular curdas) e FDS durante companha militar.

Segundo os curdos, "apesar dos ataques aéreos do exército turco, as suas tropas não conseguiram avançar por terra e por isso recorrem à divulgação de notícias falsas para levantar a moral de seus mercenários".

No dia 20 de janeiro, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os combatentes curdos, na cidade síria de Afrin. No domingo (21), o governo turco iniciou a fase de ocupação de territórios sírios com apoio dos militantes do grupo Exército Livre da Síria, uma das principais facções da oposição ao governo de Bashar Assad.

Damasco condenou resolutamente a agressão turca contra Afrin, que é parte integrante do território sírio.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas