Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel realiza novos bombardeios na Faixa de Gaza após queda de foguete

Aviação israelense atacou instalações subterrâneas em Gaza. Foguete disparado de Gaza caiu em cidade israelense sem causar vítimas.
France Presse

Aviões de guerra israelenses realizaram novos ataques na madrugada desta segunda-feira (19) na Faixa de Gaza, onde a tensão foi reduzida, mas sem dissipar todo o fantasma de um novo confronto.

A aviação israelense atacou instalações subterrâneas no sul do território do movimento palestino Hamas, afirmou em um comunicado.

Israel respondeu assim ao disparo de um foguete lançado no domingo à noite a partir da Faixa de Gaza - o segundo em 24 horas - e que caiu sem causar vítimas nas proximidades de Sderot, cidade israelense perto do enclave palestino.

O exército de Israel manteve sua política de resposta sistemática a qualquer intervenção hostil a partir dos territórios palestinos, onde travou três guerras contra o Hamas e grupos armados palestinos aliados desde 2008.

Israel usará "todos os meios à sua disposição" para garantir a segurança d…

Forças Democráticas Sírias: já matamos dezenas de militares turcos e seus aliados

De acordo com as Forças Democráticas Sírias (FDS), dezenas de militares turcos e seus aliados foram mortos desde o início da operação militar Ramo de Oliveira em Afrin.


Sputnik

Depois que a Turquia anunciou no sábado (20) o início da operação militar em Afrin, as Forças Democráticas Sírias (FDS) expressaram a prontidão para "defender a nós mesmos e nosso povo".


Combatentes das Forças Democráticas da Síria (FDS)
Combatentes das Forças Democráticas da Síria © REUTERS/ Rodi Said

Reuters informa, citando palavras dos representantes das FDS, liderados pelos EUA, que desde o início da operação militar turca Ramo de Oliveira, já mataram dezenas de militares das Forças Armadas da Turquia e seus aliados do Exército Livre da Síria.

Segundo destacou um oficial das FDS, o Exército turco está significativamente exagerando o número de mortes que sofreram as YPG (Unidades de Proteção Popular curdas) e FDS durante companha militar.

Segundo os curdos, "apesar dos ataques aéreos do exército turco, as suas tropas não conseguiram avançar por terra e por isso recorrem à divulgação de notícias falsas para levantar a moral de seus mercenários".

No dia 20 de janeiro, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os combatentes curdos, na cidade síria de Afrin. No domingo (21), o governo turco iniciou a fase de ocupação de territórios sírios com apoio dos militantes do grupo Exército Livre da Síria, uma das principais facções da oposição ao governo de Bashar Assad.

Damasco condenou resolutamente a agressão turca contra Afrin, que é parte integrante do território sírio.


Postar um comentário