Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel realiza novos bombardeios na Faixa de Gaza após queda de foguete

Aviação israelense atacou instalações subterrâneas em Gaza. Foguete disparado de Gaza caiu em cidade israelense sem causar vítimas.
France Presse

Aviões de guerra israelenses realizaram novos ataques na madrugada desta segunda-feira (19) na Faixa de Gaza, onde a tensão foi reduzida, mas sem dissipar todo o fantasma de um novo confronto.

A aviação israelense atacou instalações subterrâneas no sul do território do movimento palestino Hamas, afirmou em um comunicado.

Israel respondeu assim ao disparo de um foguete lançado no domingo à noite a partir da Faixa de Gaza - o segundo em 24 horas - e que caiu sem causar vítimas nas proximidades de Sderot, cidade israelense perto do enclave palestino.

O exército de Israel manteve sua política de resposta sistemática a qualquer intervenção hostil a partir dos territórios palestinos, onde travou três guerras contra o Hamas e grupos armados palestinos aliados desde 2008.

Israel usará "todos os meios à sua disposição" para garantir a segurança d…

Forças turcas teriam eliminado mais de 300 curdos em Afrin, Síria

A operação turca Ramo de Oliveira contra os grupos curdos considerados pela Turquia como terroristas começou no sábado (20). O primeiro-ministro turco afirmou que a ofensiva tem como objetivo não só proteger as fronteiras do país, mas também garantir a segurança de toda a Europa.


Sputnik


Nesta quinta-feira (25), o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, declarou que mais de 300 curdos foram eliminados desde o início da operação turca em Afrin.


Soldados turcos
Militares turcos © AFP 2018/ OZAN KOSE

"Hoje é o sexto dia da operação [Ramo de Oliveira]. Mais de 300 terroristas [curdos] foram eliminados. Nossa operação é legítima, e não só protegemos as fronteiras do país, mas também garantimos a segurança de toda a Europa. Não permitiremos que nenhum corredor terrorista seja criado", afirmou Binali Yildirim durante seu discurso em Ancara.

Para ele, é uma situação inaceitável quando "um integrante da OTAN protege suas fronteiras da ameaça terrorista, enquanto outro fornece armas aos terroristas", se referindo à assistência militar que os EUA proporcionam aos grupos curdos na Síria.

Em 20 de janeiro, o Estado-Maior turco anunciou o início da operação Ramo de Oliveira contra os grupos curdos na cidade síria de Afrin. No domingo (21), o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, declarou que a operação terrestre em Afrin havia começado. Além da Turquia, das ações militantes participam combatentes do Exército Livre da Síria.

Damasco condenou fortemente as ações da Turquia, frisando que Afrin é parte integrante da Síria. Moscou apelou a que todos os lados mostrem contenção e respeitem a integridade territorial síria.


Postar um comentário