Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Donetsk declara estar em prontidão de combate para se defender de suposta ofensiva de Kiev

Os destacamentos da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) estão em prontidão de combate total e completamente equipados com todo o necessário para o caso de haver uma possível ofensiva das Forças Armadas da Ucrânia em Donbass, declarou aos jornalistas o vice-comandante da Milícia Popular da RPD, Eduard Basurin.
Sputnik

Anteriormente, Donetsk denunciou a preparação de um grande ataque por parte de Kiev no sul da região de Donetsk com uso de veículos blindados pesados, artilharia e lançadores múltiplos de foguetes.


Segundo dados da inteligência, a ofensiva foi programada para 14 de dezembro com o objetivo final de tomar sob controle a fronteira com a Rússia. O líder da RPD, Denis Pushilin, declarou por sua vez que as forças de Donetsk estavam prontas para repelir o ataque.

"Todas as unidades militares foram colocadas em prontidão de combate total. Desde o momento em que recebemos informação sobre a preparação de uma ofensiva em grande escala do lado ucraniano, os nossos des…

Forças turcas teriam eliminado mais de 300 curdos em Afrin, Síria

A operação turca Ramo de Oliveira contra os grupos curdos considerados pela Turquia como terroristas começou no sábado (20). O primeiro-ministro turco afirmou que a ofensiva tem como objetivo não só proteger as fronteiras do país, mas também garantir a segurança de toda a Europa.


Sputnik


Nesta quinta-feira (25), o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, declarou que mais de 300 curdos foram eliminados desde o início da operação turca em Afrin.


Soldados turcos
Militares turcos © AFP 2018/ OZAN KOSE

"Hoje é o sexto dia da operação [Ramo de Oliveira]. Mais de 300 terroristas [curdos] foram eliminados. Nossa operação é legítima, e não só protegemos as fronteiras do país, mas também garantimos a segurança de toda a Europa. Não permitiremos que nenhum corredor terrorista seja criado", afirmou Binali Yildirim durante seu discurso em Ancara.

Para ele, é uma situação inaceitável quando "um integrante da OTAN protege suas fronteiras da ameaça terrorista, enquanto outro fornece armas aos terroristas", se referindo à assistência militar que os EUA proporcionam aos grupos curdos na Síria.

Em 20 de janeiro, o Estado-Maior turco anunciou o início da operação Ramo de Oliveira contra os grupos curdos na cidade síria de Afrin. No domingo (21), o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, declarou que a operação terrestre em Afrin havia começado. Além da Turquia, das ações militantes participam combatentes do Exército Livre da Síria.

Damasco condenou fortemente as ações da Turquia, frisando que Afrin é parte integrante da Síria. Moscou apelou a que todos os lados mostrem contenção e respeitem a integridade territorial síria.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas