Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan: exército sírio parou de avançar para Afrin

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, declarou que as tropas do governo sírio deixaram de avançar para a cidade de Afrin "após consultas", realizadas pelo líder turco nesta segunda-feira.
Sputnik

As tropas do governo sírio "foram realmente detidas ontem (segunda-feira)", afirmou Erdogan, segundo a agência de notícias Anadolu. Segundo o chefe de Estado, isso aconteceu "após consultas". No entanto, Erdogan não especificou à que consultas estaria se referindo.


Nesta segunda-feira, o líder turco discutiu a situação em Afrin durante conversa telefônica com seus homólogos russo e iraniano, Vladimir Putin e Hassan Rouhani.

Erdogan também afirmou que as milícias pró-governo que tentaram entrar em Afrin nesta terça-feira, e que foram repelidas pelas tropas turcas, o fizeram por iniciativa própria.

"A milícia síria decidiu entrar em Afrin por conta própria. Isso é inaceitável e não ficará sem resposta", alertou Erdogan.

Anteriormente, a imprensa infor…

Governo da França condena atentado terrorista em Mali

O governo da França condenou hoje o atentado terrorista ocorrido na véspera em Mali, no qual morreram 26 pessoas, incluídos mulheres e meninos.


Prensa Latina


Paris - Num comunicado, o ministério francês de Assuntos Exteriores enviou as condolências às famílias das vítimas, identificadas como malinenses e burkinenses, e manifestou 'a plena solidariedade' às autoridades das duas nações.

Reprodução

'De acordo com os sócios, a França segue determinada a lutar contra a ameaça terrorista em Mali, em particular na zona onde a força conjunta de G5 Sahel, apoiada por Paris, está em processo de desenvolvimento', indicou o texto.


Postar um comentário