Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Houthis iemenitas derrubam avião da coalizão liderada pela Arábia Saudita

Um avião da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita foi derrubado neste domingo (7) na região controlada pelos Houthis, na província de Saada, no norte do Iêmen.


Sputnik

A agência do movimento Houthi, Saba, informou que o caça foi derrubado pelas forças de defesa aérea rebelde, especificando que a aeronave era um caça britânico do tipo Tornado.


Ataque aérea na capital do Iêmen
Ataque aéreo na capital do Iêmen © REUTERS/ Khaled Abdullah

Ao mesmo tempo, o canal Al-Arabiya informou que a queda do avião foi provada por um acidente, acrescentando que os dois pilotos sobreviveram.

O conflito armado no Iêmen dura desde 2014. Nele se enfrentam por um lado os rebeldes houthis do movimento xiita de Ansar Allah e, por outro, as tropas governamentais e milícia leal ao presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi. As autoridades recebem apoio do ar e por terra da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita, e até há pouco, os houthis eram apoiados pelas forças militares leais ao ex-presidente Ali Abdullah Saleh.

Nos finais de novembro, entre os houthis e Saleh ocorreu um conflito que levou à morte de Saleh em 4 de dezembro.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas