Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Quem vai receber 'resposta esmagadora' do Irã pelo atentado em Ahvaz?

No sábado (22), militantes armados abriram fogo contra uma parada militar na cidade de Ahvaz, matando 29 pessoas e ferindo outras 60. O Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, que perdeu 12 de seus militares no atentado, prometeu que o Irã daria uma "resposta esmagadora" aos envolvidos no ataque. Mas de quem Teerã irá se vingar?
Sputnik

A responsabilidade pelo atentado foi assumida pelo Movimento Democrático Patriótico Árabe de Ahvaz (Al-Ahvazia), ligado à Arábia Saudita.

O líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, comentando a tragédia, afirmou que os atacantes receberam dinheiro da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos e que tinham sido apoiados pelos EUA.

Ex-chefe do Conselho de Cultura da administração presidencial iraniana, doutor Abbas Amirifar, acredita que por trás do ataque em Ahvaz estão países do Ocidente que "têm uma atitude hostil perante o Irã".

"Vale destacar que os terroristas que disseram estar envolvidos no atentado instalaram-se no Oc…

Japão vai se tornar membro de centro de ciberdefesa da OTAN

Japão vai se tornar membro do Centro Cooperativo de Excelência em Ciberdefesa da OTAN, disse o primeiro-ministro da Estônia, Juri Ratas, nesta sexta-feira.


Sputnik

"Também me alegro que o Japão em breve se tornará um participante contribuidor no âmbito do Centro Cooperativo de Excelência em Ciberdefesa da OTAN (CCDCOE), que está localizado em Tallinn", disse Ratas durante sua reunião com o seu homólogo japonês Shinzo Abe, conforme citado em uma declaração do governo estoniano.


Japan, NATO
Parceria entre OTAN e Japão © AFP 2018/ Toru Hanai

O diretor da CCDCOE, Merle Maigre, elogiou o Japão por ter se juntado ao centro, classificando o movimento como "passo concreto ao futuro, mostrando o compromisso na cooperação cibernética entre países com ideias afim".

Lançado em 2008, dois anos após a adesão da Estônia à OTAN, o centro tem como objetivo proporcionar aos seus membros e membros da OTAN conhecimentos de ciberdefesa em diversas áreas de tecnologia, estratégia, operações e leis.

Atualmente, 17 países participam da operação do centro com um status de Nações Patrocinadoras. Esta lista inclui Bélgica, República Checa, Estônia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Itália, Letônia, Lituânia, Holanda, Polônia, Eslováquia, Espanha, Turquia, Reino Unido e Estados Unidos. A Áustria, a Finlândia e a Suécia são membros participantes do centro. Este status se aplica a países que não são da OTAN.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas