Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

Ministro sérvio conta como Moscou ajudou a restabelecer defesa antiaérea do país

O ministro da Defesa da Sérvia, Aleksandar Vulin, valoriza a ajuda da Rússia por esta ter permitido que o exército do país obtivesse uma quantidade suficiente de equipamentos e especialistas para defender seu espaço aéreo.


Sputnik

O alto funcionário destacou que atualmente a aviação e os sistemas de defesa aérea sérvios se encontram no melhor estado desde a época da agressão por parte da OTAN (trata-se do bombardeamento da Iugoslávia, ou seja, as atuais Sérvia e Montenegro, em 1999), comunica o jornal russo Rossiyskaya Gazeta.


Caça russo MiG-29
Mig-29 © Sputnik/ Vladimir Astapkovich

Vulin assinalou que a defesa do país não teria alcançado tantos êxitos se não fosse a cooperação com Moscou. Ademais, o titular da pasta declarou que o país deseja ampliar a colaboração com a Rússia e adquirir seis helicópteros russos Mi-17 no futuro.

Anteriormente, o presidente sérvio, Aleksandar Vucic, que visitou a Rússia em 19 de dezembro do ano passado, também deu uma alta avaliação à cooperação técnica e militar entre ambos os países.

O líder sérvio relembrou que o país tinha obtido seis caças russos MiG-29 e expressou seu desejo de que as aeronaves logo passassem a estar em pleno funcionamento.

Ademais, Vucic declarou que as autoridades sérvias negociaram a compra de equipamentos militares com os representantes da agência russa Rosoboronexport.

"Não se deve esquecer que a Sérvia é um país independente e soberano. A Sérvia é um Estado neutro que tem que se tornar mais forte para ser capaz de conservar seu território", agregou.

Segundo assinalam os especialistas, a Sérvia se considera como um país neutro que não quer continuar sendo vítima de agressão ocidental, se referindo claramente à guerra da Iugoslávia, desatada pela OTAN em 1999. Neste respeito, Belgrado pretende garantir sua segurança para não parecer um "alvo fácil" para a OTAN, indica a edição russa.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas