Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Missão secreta: navio espião russo é detectado perto da costa oriental dos EUA

O navio espião da Marinha russa, Viktor Leonov foi detectado a 100 milhas marinhas (185,2 km) do litoral norte-americano. Qual seria sua missão em águas tão distantes?


Sputnik

O navio foi detectado em águas internacionais, próximo da costa do estado da Carolina do Norte, informa a CNN citando fonte das Forças Armadas dos EUA.


Navio de reconhecimento russo Viktor Leonov
Navio espião da Marinha russa, Viktor Leonov © AP Photo/ Desmond Boylan

De acordo com a fonte, o navio de reconhecimento, equipado com vários aparelhos tecnologicamente avançados, está sendo vigiado pela Marinha dos Estados Unidos usando o destróier USS Cole, bem como outros meios disponíveis.

Segundo dados da CNN, há alguns dias o navio russo partiu de Porto de Espanha (capital de Trinidad e Tobago).

Na semana passada, os EUA vigiaram as ações do navio no mar das Caraíbas. Naquele momento sua rota não era clara.

No entanto, não é a primeira vez que o navio russo visita águas próximas da costa estadunidense. Nas últimas vezes, o navio navegou ao longo da costa oriental perto do cabo Canaveral, também próximo da base naval dos submarinos Kings Bay, da base militar Norfolk e de outra base de submarinos em New London.

Assim, ao considerar a experiência dos anos anteriores, o navio russo Viktor Leonov provavelmente realizará a mesma rota, passando perto da costa norte-americana e recolhendo dados de reconhecimento durante quatro ou seis meses.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas