Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pentágono nega que avião russo tenha 'expulsado' bombardeiro americano do Báltico

O Pentágono não concorda que o bombardeiro estratégico norte-americano B-52H tenha sido expulso por um caça russo Su-27 sobre o mar Báltico, comunicou à Sputnik o representante da entidade militar americana Eric Pahon.
Sputnik

"O avião da Força Aérea dos EUA B-52H realizava operações rotineiras no espaço aéreo internacional segundo o princípio da liberdade de navegação e de voo. Em 20 de março, o B-52H teve um encontro ordinário com um Su-27 russo que efetuava operações sobre o mar Báltico", esclareceu o porta-voz do Pentágono.

Pahon acrescentou que o Su-27 não expulsou o B-52H, que conseguiu completar a sua missão.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou um vídeo de caças russos escoltando um bombardeiro estratégico americano Boeing B-52H sobre as águas neutras do mar Báltico. Segundo o comunicado, dois caças Su-27 levantaram voo para identificar e acompanhar a aeronave dos EUA.

De acordo com o Ministério, após o B-52H ter mudado de trajetória, distanciando-se da f…

Missão secreta: navio espião russo é detectado perto da costa oriental dos EUA

O navio espião da Marinha russa, Viktor Leonov foi detectado a 100 milhas marinhas (185,2 km) do litoral norte-americano. Qual seria sua missão em águas tão distantes?


Sputnik

O navio foi detectado em águas internacionais, próximo da costa do estado da Carolina do Norte, informa a CNN citando fonte das Forças Armadas dos EUA.


Navio de reconhecimento russo Viktor Leonov
Navio espião da Marinha russa, Viktor Leonov © AP Photo/ Desmond Boylan

De acordo com a fonte, o navio de reconhecimento, equipado com vários aparelhos tecnologicamente avançados, está sendo vigiado pela Marinha dos Estados Unidos usando o destróier USS Cole, bem como outros meios disponíveis.

Segundo dados da CNN, há alguns dias o navio russo partiu de Porto de Espanha (capital de Trinidad e Tobago).

Na semana passada, os EUA vigiaram as ações do navio no mar das Caraíbas. Naquele momento sua rota não era clara.

No entanto, não é a primeira vez que o navio russo visita águas próximas da costa estadunidense. Nas últimas vezes, o navio navegou ao longo da costa oriental perto do cabo Canaveral, também próximo da base naval dos submarinos Kings Bay, da base militar Norfolk e de outra base de submarinos em New London.

Assim, ao considerar a experiência dos anos anteriores, o navio russo Viktor Leonov provavelmente realizará a mesma rota, passando perto da costa norte-americana e recolhendo dados de reconhecimento durante quatro ou seis meses.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas