Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Donetsk declara estar em prontidão de combate para se defender de suposta ofensiva de Kiev

Os destacamentos da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) estão em prontidão de combate total e completamente equipados com todo o necessário para o caso de haver uma possível ofensiva das Forças Armadas da Ucrânia em Donbass, declarou aos jornalistas o vice-comandante da Milícia Popular da RPD, Eduard Basurin.
Sputnik

Anteriormente, Donetsk denunciou a preparação de um grande ataque por parte de Kiev no sul da região de Donetsk com uso de veículos blindados pesados, artilharia e lançadores múltiplos de foguetes.


Segundo dados da inteligência, a ofensiva foi programada para 14 de dezembro com o objetivo final de tomar sob controle a fronteira com a Rússia. O líder da RPD, Denis Pushilin, declarou por sua vez que as forças de Donetsk estavam prontas para repelir o ataque.

"Todas as unidades militares foram colocadas em prontidão de combate total. Desde o momento em que recebemos informação sobre a preparação de uma ofensiva em grande escala do lado ucraniano, os nossos des…

O primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu chama refugiados palestinos de 'fictícios'

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, considera que os refugiados palestinos são "fictícios" e que não tem sentido manter a Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA, na sigla em inglês) no Oriente Médio.


Sputnik

Em 7 de janeiro, Netanyahu disse que está de acordo com o presidente dos EUA, Donald Tump, que no dia 3 de setembro ameaçou interromper as verbas de ajuda para a UNRWA.


Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu
Primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu © AP Photo/ Sebastian Scheiner

Segundo o primeiro-ministro israelense, a UNRWA, criada há 70 anos, "perpetua o problema dos refugiados palestinos", bem como "a narrativa do chamado direito de retorno com a intenção de eliminar o Estado de Israel, por isso a UNRWA deve desaparecer".

Netanyahu acrescentou que a UNRWA está atualmente lidando com os tataranetos dos refugiados e em 70 anos, tratará com os filhos dos tataranetos. "Isto é um absurdo que deve ser interrompido", afirmou ele.

Para ele, o dinheiro que é destinado à UNRWA deveria ser destinado a "verdadeiros refugiados" e não aos refugiados palestinos, que são "refugiados fictícios".

Entretanto, um relatório interno elaborado pelo Ministério das Relações Exteriores israelense advertiu que a suspensão da ajuda dos EUA à UNRWA poderia causar uma catástrofe e lembrou que, neste caso, a responsabilidade pelo congelamento dos recursos, que deveriam ter sido transferidos à UNRWA, cairia diretamente sobre Israel como uma força ocupante.

Em 5 de janeiro, os Estados Unidos congelaram a transferência de 125 milhões de dólares (cerca de R$ 400 milhões) para a UNRWA, que atende a 5 milhões de refugiados no Oriente Médio.

As relações entre Palestina e os Estados Unidos estão em seu nível mais baixo, após Trump romper um consenso diplomático de décadas e reconhecer Jerusalém como capital de Israel.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas