Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Su-57 russo supera caças de 5ª geração F-22 e F-35 dos EUA, diz piloto militar

O uso de caças F-22 pela Força Aérea dos EUA na Síria privou este modelo de suas vantagens sobre aeronaves russas, segundo a mídia norte-americana. Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, um piloto militar russo comentou a situação.
Sputnik

A utilização de caças norte-americanos F-22 na Síria privou os EUA das vantagens destes caças em relação aos caças russos, escreveu o jornal Military Watch. Segundo Veralinn Jamieson, tenente-general da Força Aérea dos EUA, os céus do Iraque e da Síria se tornaram "armazém de informações" para russos sobre atuação de caças estadunidenses durante operações.

Segundo o autor do artigo, os russos tiveram bastante tempo para analisar e testar a tecnologia de furtividade dos F-22, além de terem coletado dados sobre o uso da aeronave e encontrado meios de combatê-la. Além disso, a Rússia poderá usar essas tecnologias na fabricação de suas aeronaves.

O artigo enfatiza que os radares dos sistemas de mísseis antiaéreos S-300 e S-400 da Rússia …

Opinião: Ucrânia 'ofereceu' segurança aos EUA

Ex-chefe do Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU, sigla em ucraniano), Igor Smeshko declarou que a Ucrânia, mais do que outros países, contribuiu para o reforço de segurança nacional dos EUA.


Sputnik

"Nós [ucranianos] desistimos do terceiro potencial nuclear do mundo, fortalecendo a segurança dos Estados Unidos de tal modo, que nenhum país do mundo nunca fez em toda a história dos EUA", revelou Smeshko ao canal de televisão Newsone.


Lançamento de míssil S-200 durante exercícios militares ucranianos
Lançamento do míssil ucraniano S-200 © AP Photo/ Amir Kholousi, ISNA

Entretanto, segundo destacou, hoje as capacidades de Washington para apoiar Kiev são limitadas. Em sua opinião, nos EUA há uma maioria no Congresso comprometida com a Ucrânia em termos de compreensão e significando para todo o sistema de segurança euro-atlântico, um mundo democrático livre.

No entanto, ele destacou que "o presidente atual dos EUA [Donald Trump] tem outro ponto de vista".

Em sua opinião, Donald Trump é pragmatista e quer estabelecer "boas relações com a Rússia".

Mais cedo, o representante oficial do partido político ucraniano Frente Nacional, Anton Greschenko declarou que EUA não cumpriram suas obrigações no âmbito do Memorando de Budapeste.

O Memorando de Budapeste sobre Garantias de Segurança é um acordo político assinado em Budapeste (Hungria) em 5 de dezembro de 1994, oferecendo garantias de segurança por seus signatários com relação à adesão da Ucrânia ao Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares. Segundo esse acordo, Kiev rejeitou possuir o armamento nuclear.


Postar um comentário