Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Província turca é atacada a partir do território sírio

A província turca de Kilis foi atingida por três foguetes lançados a partir do território sírio, uma pessoa sofreu ferimentos leves, informa a agência turca Anadolu.


Sputnik

Segundo a Anadolu, o alvo do ataque foi a cidade de Kilis, capital da província. Como afirma uma fonte citada pela agência, o ataque danificou alguns prédios. Ao local foram enviados serviços de segurança pública.


Policial na cidade de Kilis, na Turquia, foto de arquivo
Kilis, Turquia © REUTERS/ Umit Bektas

Não se detalha quem teria lançado os foguetes.

Mais tarde o premiê turco, Binali Yildirim, detalhou que foram seis os foguetes que atingiram a cidade turca de Kilis. O ataque não resultou em vítimas mortais, mas duas pessoas foram feridas.

No sábado (20) o Estado-Maior turco anunciou o início da Operação Ramo de Oliveira contra as formações curdas na cidade síria de Afrin. A operação foi iniciada às 12h00 no horário de Brasília. De acordo com Estado-Maior turco, da operação participam 72 aviões, que já atacaram 108 dos 113 alvos estabelecidos.

O lado curdo, por sua parte, denunciou nove vítimas, inclusive seis civis. Mais 13 pessoas resultaram feridas.

Mais cedo, o premiê turco, Binali Yildirim declarou que hoje (21) iria ser iniciada a operação terrestre em Afrin.


Comentários

Postagens mais visitadas