Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: presidente ucraniano mata sua indústria ao introduzir novas sanções contra Rússia

O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, assinou um decreto sobre as sanções contra a Rússia adotadas pelo Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia. O especialista Eduard Popov falou com a Sputnik e indicou qual o principal objetivo perseguido pelo governo ucraniano com tal iniciativa.
Sputnik

Em 2 de maio, o Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia ampliou as medidas restritivas em relação a diversas pessoas físicas e jurídicas russas, bem como prolongou a vigência das sanções introduzidas anteriormente.

Segundo informou a assessoria de imprensa da entidade, as sanções são aplicadas a pessoas "relacionadas com a agressão no ciberespaço e no campo informacional" contra a Ucrânia, "ações criminosas" contra os cidadãos ucranianos detidos na Rússia, bem como aos deputados da Duma de Estado e do Conselho da Federação da Rússia.

O diretor do Centro de Cooperação Pública e Informativa "Europa", Eduardo Popov, disse ao serviço russo da Rádio Sp…

Província turca é atacada a partir do território sírio

A província turca de Kilis foi atingida por três foguetes lançados a partir do território sírio, uma pessoa sofreu ferimentos leves, informa a agência turca Anadolu.


Sputnik

Segundo a Anadolu, o alvo do ataque foi a cidade de Kilis, capital da província. Como afirma uma fonte citada pela agência, o ataque danificou alguns prédios. Ao local foram enviados serviços de segurança pública.


Policial na cidade de Kilis, na Turquia, foto de arquivo
Kilis, Turquia © REUTERS/ Umit Bektas

Não se detalha quem teria lançado os foguetes.

Mais tarde o premiê turco, Binali Yildirim, detalhou que foram seis os foguetes que atingiram a cidade turca de Kilis. O ataque não resultou em vítimas mortais, mas duas pessoas foram feridas.

No sábado (20) o Estado-Maior turco anunciou o início da Operação Ramo de Oliveira contra as formações curdas na cidade síria de Afrin. A operação foi iniciada às 12h00 no horário de Brasília. De acordo com Estado-Maior turco, da operação participam 72 aviões, que já atacaram 108 dos 113 alvos estabelecidos.

O lado curdo, por sua parte, denunciou nove vítimas, inclusive seis civis. Mais 13 pessoas resultaram feridas.

Mais cedo, o premiê turco, Binali Yildirim declarou que hoje (21) iria ser iniciada a operação terrestre em Afrin.


Postar um comentário