Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Rapidez, precisão e nova interface: EUA modernizam seu principal míssil antinavio

A Marinha dos EUA está a ponto de ter em seu arsenal a nova versão do míssil antinavio Harpoon Block II+ depois de a Marinha ter efetuado com êxito um voo de teste com o míssil no caça F/A-18.


Sputnik

O teste aconteceu em 22 de janeiro na base naval do condado de Ventura, Califórnia, para saber se o novo Harpoon Block II+ responde corretamente à nova atualização de "software" do caça, informa o portal Navy Recognition.


Míssil antinavio AGM-84 Harpoon no avião F/A-18C Hornet (imagem referencial)
AGM-84 Harpoon | CC0 / Wikipedia

"A atualização System Configuration set H12E e sua instalação corresponde a anos de planejamento, design, engenharia e testes, que englobam várias entidades dos EUA", de acordo com o diretor do programa Harpoon, comandante Jon Schiffelbein.

O próprio Schiffelbein assinalou que está extremamente orgulhoso de oferecer a precisão de ataque aos efetivos do exército com flexibilidade necessária para enfrentar ameaças.

O míssil antinavio, que fará parte da Marinha norte-americana, conta com novo sistema GPS mais seguro e uma nova interface de conexão de dados capaz de realizar atualizações em pleno voo. Além do mais, o míssil poderá selecionar alvos com mais facilidade e possui opção para abortar lançamento e maior proteção contra guerra eletrônica.

O Harpoon Block II+ é o principal míssil antinavio do exército norte-americano, que está há mais de 40 anos em serviço.

Ele é uma resposta atrasada aos avanços do míssil antinavio supersônico russo-indiano BrahMos, considerado por designers de mísseis como "o melhor míssil do mundo".

Tem alcance de 400 quilômetros e uma ampla gama de trajetórias de voo para alcançar alvos. É três vezes mais rápido que o som e conta com o sistema de guia simplificado e uma alta efetividade contra a defesa antiaérea.

O foco da empresa conjunta atualmente é elaborar o potente míssil para o uso aéreo, em particular, para que os Su-30MKI da Força Aérea da Índia e, por consequência, os Su-30SM russos, possam vir a lançar projétil antinavio, criando ferramenta definitiva de dissuasão.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas