Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Reino Unido envia 2 caças para interceptar aeronaves russas

Dois caças Eurofighter Typhoon foram enviados para prevenir uma suposta invasão de aviões russos.


Sputnik

Na segunda-feira (15) de manhã, a Força Aérea britânica enviou dois caças Eurofighter Typhoon da Escócia para resistir à presença de aeronaves russas perto de seu espaço aéreo. De acordo com o porta-voz da Força Aérea Real, trata-se de uma operação em andamento e, portanto, mais detalhes não foram divulgados.


Caças Eurofighter Typhoon da Força Aérea britânica
Eurofighter Typhoon da Força Aérea Real © Foto: Ministério da Defesa do Reino Unido/ Jack Pritchard

Os Eurofighter Typhoon da Força Aérea Real foram enviados para efetuar operação de alerta de reação rápida. Agora se encontram ao nordeste da Holanda. Os aviões BAF F-16 belgas também se encontram na área.

Os primeiros dados divulgados não revelam o modelo dos aviões russos. No entanto, destaca-se que as Forças Aéreas francesa e belga também participam da situação que está em desenvolvimento no espaço aéreo perto do litoral do condado Caithness, no norte da Escócia.

Vale ressaltar que não é o primeiro incidente em que a Força Aérea britânica responde às manobras dos militares russos. Em 22 de setembro do ano passado, caças do Reino Unido efetuaram um voo de emergência da base aérea de Lossiemouth, na Escócia, para escoltar os aviões de combate russos.

No entanto, as aeronaves russas — cujo tipo não foi revelado — mudaram sua trajetória e a intercepção foi evitada.

Nessa conexão, o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia explicou que "todos os voos de aeronaves da Força Aeroespacial russa se realizam em estrita conformidade com as normas internacionais sobre o uso do espaço aéreo sobre águas neutras".


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas