Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Donetsk declara estar em prontidão de combate para se defender de suposta ofensiva de Kiev

Os destacamentos da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) estão em prontidão de combate total e completamente equipados com todo o necessário para o caso de haver uma possível ofensiva das Forças Armadas da Ucrânia em Donbass, declarou aos jornalistas o vice-comandante da Milícia Popular da RPD, Eduard Basurin.
Sputnik

Anteriormente, Donetsk denunciou a preparação de um grande ataque por parte de Kiev no sul da região de Donetsk com uso de veículos blindados pesados, artilharia e lançadores múltiplos de foguetes.


Segundo dados da inteligência, a ofensiva foi programada para 14 de dezembro com o objetivo final de tomar sob controle a fronteira com a Rússia. O líder da RPD, Denis Pushilin, declarou por sua vez que as forças de Donetsk estavam prontas para repelir o ataque.

"Todas as unidades militares foram colocadas em prontidão de combate total. Desde o momento em que recebemos informação sobre a preparação de uma ofensiva em grande escala do lado ucraniano, os nossos des…

Rússia: EUA cautelosamente estão guardando armas de destruição em massa

Estados Unidos tentam preservar sua supremacia em termos de arsenal químico, tornando-se assim "o proprietário do maior arsenal de armamento químico", acreditam no Ministério das Relações Exteriores da Rússia.


Sputnik

EUA estão adiando o dia da destruição total do seu arsenal químico, declarou o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov.


Armas químicas no estado de Colorado, EUA
Armas químicas dos EUA © AP Photo/ Brennan Linsley

"Foram os EUA que naquele tempo contribuíram para marcar a Convenção sobre a Proibição de Armas Químicas, registrando um prazo razoavelmente ambicioso para a destruição total de armas químicas — até 2007. É evidente que não foi possível alcançar esse objetivo. No entanto, mais uma década já se passou", diz o comunicado do diplomata russo dedicado à reunião "Cooperação internacional para combater uso ilegal de armas químicas" realizada em Paris.

"A maioria dos países — principalmente nós [Rússia] — cumpriram suas obrigações", adiantou.

O vice-ministro também acrescentou que "apesar disso, eles [EUA] continuam cada vez mais adiando o prazo de destruição total do seu próprio arsenal químico".

Em sua opinião, "Washington continua sendo o dono do maior estoque de armas químicas do mundo — mais de 2,5 mil toneladas de armas com substâncias tóxicas das mais perigosas".

Assim, sublinhou que os "EUA estão cautelosamente guardando as armas de destruição em massa proibidas em outros países. É evidente que precisam delas por algum motivo".


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas