Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Rússia poderá fornecer sistemas S-400 para países do Oriente Médio e Sudeste Asiático

Moscou está realizando negociações sobre a venda de sistemas de defesa antiaérea S-400 Triumph aos países do Oriente Médio e do Sudeste Asiático, informou o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu.


Sputnik

"Mais países expressaram interesse em adquirir o S-400, em particular, do Oriente Médio e do Sudeste Asiático; neste momento estão sendo realizadas as negociações correspondentes", declarou o ministro.


Sistemas de defesa antiaérea S-4000 Triumph na Crimeia
S-400 Triumph na Crimeia © Sputnik/ Aleksei Malgavko

Shoigu sublinhou que atualmente dois sistemas de mísseis S-400 Triumph estão posicionados na Síria, assegurando a defesa aérea das bases russas de Hmeymim e Tartus.

O ministro definiu o sistema como "único", sem análogos no mundo, o que prova o recente acordo de fornecimento de S-400 para a Turquia, um dos membros da OTAN.

A Turquia é o segundo Estado-membro da Aliança Atlântica a possuir sistemas de mísseis antiaéreos russos de grande alcance. O primeiro foi a Grécia, cujo exército conta com sistemas S-300.

Anteriormente, o jornal indiano Times of India comunicou, citando uma fonte militar, que a Rússia e a Índia estão terminando as negociações para a venda de cinco divisões de S-400. Segundo a edição, o valor do acordo atingirá cerca de 5,5 bilhões de dólares (R$ 17,6 bilhões). Uma divisão de S-400 possui oito lançadores múltiplos com quatro mísseis cada um.

No ano passado, Moscou e Ancara firmaram um acordo para o fornecimento de S-400 Triumph à Turquia, que já fez o primeiro pagamento.

O sistema de defesa S-400 Triumph (SA-21 Growler na classificação da OTAN) é o mais recente sistema de mísseis interceptores de longo alcance. É destinado a abater meios aéreos, mísseis balísticos e de cruzeiro, incluindo os de médio alcance, bem como alvos terrestres.

O sistema tem um alcance de até 400 quilômetros, sendo capaz de eliminar alvos a uma altitude de até 30 quilômetros.


Comentários

Postagens mais visitadas