Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Rússia poderá fornecer sistemas S-400 para países do Oriente Médio e Sudeste Asiático

Moscou está realizando negociações sobre a venda de sistemas de defesa antiaérea S-400 Triumph aos países do Oriente Médio e do Sudeste Asiático, informou o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu.


Sputnik

"Mais países expressaram interesse em adquirir o S-400, em particular, do Oriente Médio e do Sudeste Asiático; neste momento estão sendo realizadas as negociações correspondentes", declarou o ministro.


Sistemas de defesa antiaérea S-4000 Triumph na Crimeia
S-400 Triumph na Crimeia © Sputnik/ Aleksei Malgavko

Shoigu sublinhou que atualmente dois sistemas de mísseis S-400 Triumph estão posicionados na Síria, assegurando a defesa aérea das bases russas de Hmeymim e Tartus.

O ministro definiu o sistema como "único", sem análogos no mundo, o que prova o recente acordo de fornecimento de S-400 para a Turquia, um dos membros da OTAN.

A Turquia é o segundo Estado-membro da Aliança Atlântica a possuir sistemas de mísseis antiaéreos russos de grande alcance. O primeiro foi a Grécia, cujo exército conta com sistemas S-300.

Anteriormente, o jornal indiano Times of India comunicou, citando uma fonte militar, que a Rússia e a Índia estão terminando as negociações para a venda de cinco divisões de S-400. Segundo a edição, o valor do acordo atingirá cerca de 5,5 bilhões de dólares (R$ 17,6 bilhões). Uma divisão de S-400 possui oito lançadores múltiplos com quatro mísseis cada um.

No ano passado, Moscou e Ancara firmaram um acordo para o fornecimento de S-400 Triumph à Turquia, que já fez o primeiro pagamento.

O sistema de defesa S-400 Triumph (SA-21 Growler na classificação da OTAN) é o mais recente sistema de mísseis interceptores de longo alcance. É destinado a abater meios aéreos, mísseis balísticos e de cruzeiro, incluindo os de médio alcance, bem como alvos terrestres.

O sistema tem um alcance de até 400 quilômetros, sendo capaz de eliminar alvos a uma altitude de até 30 quilômetros.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas