Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: presidente ucraniano mata sua indústria ao introduzir novas sanções contra Rússia

O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, assinou um decreto sobre as sanções contra a Rússia adotadas pelo Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia. O especialista Eduard Popov falou com a Sputnik e indicou qual o principal objetivo perseguido pelo governo ucraniano com tal iniciativa.
Sputnik

Em 2 de maio, o Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia ampliou as medidas restritivas em relação a diversas pessoas físicas e jurídicas russas, bem como prolongou a vigência das sanções introduzidas anteriormente.

Segundo informou a assessoria de imprensa da entidade, as sanções são aplicadas a pessoas "relacionadas com a agressão no ciberespaço e no campo informacional" contra a Ucrânia, "ações criminosas" contra os cidadãos ucranianos detidos na Rússia, bem como aos deputados da Duma de Estado e do Conselho da Federação da Rússia.

O diretor do Centro de Cooperação Pública e Informativa "Europa", Eduardo Popov, disse ao serviço russo da Rádio Sp…

Sede da ONG Save the Children é atacada no leste do Afeganistão

Ataque deixou três mortos e 24 feridos nesta quarta (24). Estado Islâmico reivindicou a autoria da ação.


Por G1


Um grupo de terroristas realizou nesta quarta-feira (24) um ataque contra a sede da organização não governamental Save the Children, em Jalalabad, capital da província de Nangarhar, no Afeganistão, deixando três mortos e 24 feridos.

Veículos pegaram fogo durante ataque contra sede de ONG Jalalabad, no Afeganistão, nesta quarta-feira (24)  (Foto: Parwiz/ Reuters)
Veículos pegaram fogo durante ataque contra sede de ONG Jalalabad, no Afeganistão, nesta quarta-feira (24) (Foto: Parwiz/ Reuters)

O governo declarou que o ataque acabou e que as Forças de Segurança estão fazendo "operações de varredura" do local. Porém, a ONG afirma que a ação terrorista, que começou às 9h10 (horário local, 2h40, de Brasília), ainda está em curso.

Três pessoas morreram, entre elas dois funcionários de segurança e um civil, de acordo com a agência Associated Press. A informação dos 24 feridos foi dada pela France Presse.

O Estado Islâmico reivindicou a autoria da ação, que começou com a explosão de um carro-bomba do lado de fora do prédio, dando passagem para os terroristas entrarem no complexo, disse o porta-voz do governo na província, Attaullah Khogyani.

"Segundo nossas primeiras informações, os agressores usavam uniformes das forças de segurança", afirmou.

Veículos queimados e atingidos por troca de tiros em Jalalabad, no Afeganistão, nesta quarta-feira (23)  (Foto: Parwiz/ Reuters)
Veículos queimados e atingidos por troca de tiros em Jalalabad, no Afeganistão, nesta quarta-feira (23) (Foto: Parwiz/ Reuters)

O número exato de criminosos que participaram da ação ainda é impreciso. O corpo de um deles foi encontrado no local e outro foi abatido pelas forças de segurança.

Após o ataque, a Save the Children, que ajuda menores que trabalham nas ruas, anunciou que suspendeu temporariamente suas atividades no Afeganistão.

"O Afeganistão é um dos lugares mais difíceis do mundo para ser criança e para um funcionário humanitário operar. Nosso trabalho humanitário no Afeganistão alcança cerca de 1,4 milhão de crianças. Continuamos comprometidos em retomar nossas operações e trabalho que salva vidas o mais rápido possível, assim que pudermos ter certeza que será seguro", diz o comunicado da ONG.

'Rezem por mim'

Mais de uma hora depois do início do ataque, de dentro do prédio, um funcionário da organização conseguiu falar com um amigo pelo aplicativo WhatsApp, segundo a France Presse.

"Estou vivo, rezem por mim. Ouço pelo menos dois invasores no segundo andar. Estão nos procurando. Chamam a polícia ", escreveu.

Dos veículos em chamas, um deles da ONG, subia uma espessa nuvem de fumaça preta, cobrindo a área do atentado.

Esse ataque acontece quatro dias depois de uma ofensiva talibã ao Hotel Intercontinental, um hotel de luxo muito procurado por estrangeiros e situado em Cabul. Nessa ação terrorista, mais de 20 pessoas foram mortas, entre elas 14 estrangeiros.

Nos últimos meses, houve "várias ameaças" em Jalalabad, mas não especificamente contra estrangeiros, comentaram fontes ocidentais na cidade.

Capital de Nangarhar, na fronteira com o Paquistão, Jalalabad abriga uma grande quantidade de talibãs e de membros do Estado Islâmico, que converteram vários distritos dessa província em suas bases no Afeganistão.

Ocorrido em 31 de dezembro e cometido com uma moto-bomba em um funeral, o último atentado em Jalalabad deixou 18 mortos.

Postar um comentário