Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

Será que Ocidente tem culpa dos ataques contra base russa na Síria?

A tentativa de ataque contra as bases militares russas na Síria com drones foi realizada por terroristas com aval do Ocidente, disse o vice-presidente do comitê de Defesa do parlamento da Rússia, Yuri Shvytkin.


Sputnik

Mais cedo, o ministério da Defesa da Rússia informou que, na noite de 6 de setembro, os militares russos repeliram um ataque massivo de drones contra suas bases na Síria. 


Bombardeiros Su-24 da Força Aeroespacial da Rússia na base aérea em Hmeymim, Síria (foto de arquivo)
Sukhoi Su-24 russos na base de Hmeymim, Síria © Sputnik/ Dmitriy Vinogradov

"O Daesh está por trás desse ataque. No entanto, eu continuo a pensar que a organização não está agindo sozinha, mas com ajuda dos serviços de inteligência de países ocidentais, com seu aval, ou mesmo com seu auxílio direto", disse o parlamentar à agência Sputnik.

"Daesh, nesse caso, atua como uma espécie de marionete nas mãos do Ocidente", concluiu Shvytkin.

O parlamentar aproveitou para destacar que a base aérea de Hmeymim e a base naval de Tartus possuem um sistema de segurança robusto e moderno.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas