Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia acionará judicialmente os EUA, caso entregas dos F-35 sejam bloqueadas

Segundo o porta-voz do presidente turco, Ibrahim Kalin, a Turquia recorrerá a medidas jurídicas caso as entregas dos F-35 sejam bloqueadas pelos EUA.
Sputnik

Ibrahim Kalin citou para a mídia turca que "não é nada fácil rescindir este contrato, somos parte de um contrato multilateral, cumprimos com todas as exigências e pagamos, caso os EUA não cumpram, recorreremos à lei".

O Congresso americano decidiu recentemente suspender as entregas dos caças americanos de quinta geração F-35 à Turquia devido aos planos de Ancara de adquirir o sistema de defesa antiaérea russo S-400, além de ameaçá-la com sanções em diversas ocasiões, como citado em artigo da Sputnik Mundo.

O avançado sistema antiaéreo S-400 Triumph (SA-21 Growler, na classificação da OTAN) é capaz de abater alvos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos táticos e táticos-operacionais, tem um alcance de até 400 km e pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Os se…

Soldado norte-coreano que desertou em novembro cometeu assassinato, diz jornal

Autoridades sul-coreanas se negaram a comentar essa informação e indicaram que o interrogatório do soldado ainda não terminou.


France Presse


O militar norte-coreano que desertou em novembro e cruzou a fronteira com a Coreia do Sul sob disparos de seu próprio exército confessou ter cometido um assassinato no norte, informou um jornal sul-coreano.

Resultado de imagem para Vídeo mostra fuga de soldado norte-coreano para Coreia do Sul
Vídeo mostra fuga de soldado norte-coreano para Coreia do Sul

As autoridades sul-coreanas se negaram a comentar essa informação e indicaram que o interrogatório do soldado de 24 anos ainda não terminou.

Ele declarou às forças de segurança que havia cometido um assassinato na Coreia do Norte, segundo o jornal conservador "Dong-A Ilbo", que cita uma fonte não identificada dos serviços de inteligência.

A deserção do soldado norte-coreano em 13 de novembro através da Zona Desmilitarizada (DMZ) ganhou as primeiras páginas dos jornais locais.

No final de novembro, foram divulgadas imagens nas quais se via vários soldados norte-coreano perseguindo o desertor e disparando em várias ocasiões contra ele, deixando-o gravemente ferido.

Um dos militares chegou, inclusive, a cruzar brevemente a linha de demarcação militar (LDM) com a Coreia do Sul antes de de voltar para seu lado. O Comando das Nações Unidas na Coreia (UNC) classificou esse ato de violação do acordo de armistício de 1953.

As duas Coreias, que seguem tecnicamente em guerra, não têm acordo de extradição.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas