Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan: exército sírio parou de avançar para Afrin

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, declarou que as tropas do governo sírio deixaram de avançar para a cidade de Afrin "após consultas", realizadas pelo líder turco nesta segunda-feira.
Sputnik

As tropas do governo sírio "foram realmente detidas ontem (segunda-feira)", afirmou Erdogan, segundo a agência de notícias Anadolu. Segundo o chefe de Estado, isso aconteceu "após consultas". No entanto, Erdogan não especificou à que consultas estaria se referindo.


Nesta segunda-feira, o líder turco discutiu a situação em Afrin durante conversa telefônica com seus homólogos russo e iraniano, Vladimir Putin e Hassan Rouhani.

Erdogan também afirmou que as milícias pró-governo que tentaram entrar em Afrin nesta terça-feira, e que foram repelidas pelas tropas turcas, o fizeram por iniciativa própria.

"A milícia síria decidiu entrar em Afrin por conta própria. Isso é inaceitável e não ficará sem resposta", alertou Erdogan.

Anteriormente, a imprensa infor…

Tanques turcos entram em Afrin, apoiando ofensiva da oposição síria

Hoje (21), um canal turco, citando uma fonte militar, informou que os veículos blindados do país entraram na província síria de Afrin, prestando apoio à ofensiva dos grupos de oposição.


Sputnik

A emissora turca NTV adianta que os tanques turcos apoiam as ações militares do Exército Livre da Síria e não estão enfrentando grande resistência por parte das forças de autodefesa dos curdos sírios.


Tanque turco durante uma operação perto da fronteira com a Síria
Tanques do exército turco em operação na fronteira com a Síria © AP Photo/ IHA via AP

Os últimos, por sua vez, estão se retirando para o interior do território sírio, comunica a mídia.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília).

De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados.

Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avançado a hipótese de começar uma operação terrestre neste domingo (21).

O governo sírio condenou resolutamente a agressão turca contra Afrin, que é parte integrante do território sírio.


Postar um comentário