Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: presidente ucraniano mata sua indústria ao introduzir novas sanções contra Rússia

O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, assinou um decreto sobre as sanções contra a Rússia adotadas pelo Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia. O especialista Eduard Popov falou com a Sputnik e indicou qual o principal objetivo perseguido pelo governo ucraniano com tal iniciativa.
Sputnik

Em 2 de maio, o Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia ampliou as medidas restritivas em relação a diversas pessoas físicas e jurídicas russas, bem como prolongou a vigência das sanções introduzidas anteriormente.

Segundo informou a assessoria de imprensa da entidade, as sanções são aplicadas a pessoas "relacionadas com a agressão no ciberespaço e no campo informacional" contra a Ucrânia, "ações criminosas" contra os cidadãos ucranianos detidos na Rússia, bem como aos deputados da Duma de Estado e do Conselho da Federação da Rússia.

O diretor do Centro de Cooperação Pública e Informativa "Europa", Eduardo Popov, disse ao serviço russo da Rádio Sp…

Tanques turcos entram em Aleppo perseguindo forças curdas

Anteriormente, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan afirmou que Ancara "impedirá os jogos" ao longo de sua fronteira em meio à operação Ramo de Oliveira.


Sputnik

Tanques turcos atravessaram a fronteira com a Síria nesta quarta-feira (24) na estação de Atma, situada no norte da província de Idlib, a 320 quilômetros da capital do país, Damasco.


Tanques turcos
Tanques turcos © AP Photo/ Lefteris Pitarakis

De acordo com o canal de televisão libanês Al-Mayadin, a coluna blindada entrou na área de Tellet el-Is, situada no sul da província de Aleppo, para derrotar aos combatentes curdos na área de Afrin.

Enquanto isso, a agência de notícias Firat informou que os militantes curdos, em uma das áreas de Afrin, repeliram ataques do Exército Livre da Síria, grupo armado apoiado por Ancara. Os militantes teriam abatido três tanques turcos e obrigaram suas forças a recuar.

Além disso, veículos da mídia comunicam sobre a continuação de combates violentos na região.

Os eventos estão continuando após o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, ter afirmado que Ancara não limitaria suas ações na Síria à operação em Afrin, que foi iniciada no sábado (20). O presidente avisou que o país vai "impedir jogos" ao longo da fronteira começando com a cidade síria de Manbij.

A Turquia iniciou a operação militar Ramo de Oliveira em meio às crescentes tensões entre Ancara e Washington, que recentemente iniciou a formação de uma força de segurança na fronteira síria a ser constituída inclusive por combatentes das Forças Democráticas da Síria, ligadas às Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG), que Ancara considera um grupo terrorista.

A Turquia expressou muitas vezes suas preocupações quanto ao apoio dos EUA aos militantes das YPG. Os Estados Unidos, por sua parte, prometem parar o fornecimento de armas aos curdos.


Postar um comentário