Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Tensão no Oriente Médio: Irã realiza manobras militares de grande escala

O exército iraniano realizou manobras militares de grande escala na costa do sul do país e no Golfo de Omã nesta segunda-feira, de acordo com a agência de notícias Tasmin.


Sputnik

Os exercícios militares "Mohamed Rasul Allah 5" (Mohamed, o Mensageiro de Deus) consistiram de manobras conjuntas entre as forças aéreas, terrestres e navais do país persa.


Reprodução

As manobras, realizadas sob o comando da Força Naval do Exército, cobriram uma área de quase três milhões de quilômetros quadrados no sul e no sudeste do Irã — a costa de Makran e outras áreas no Golfo do Omã, e contaram com a participação das tropas da base aérea Khatam Al-Anbiya.

As forças armadas iranianas pretendem dedicar os próximos dois dias para testar e refinar suas habilidades de combate, no âmbito desta série de exercícios.

Durante a realização das manobras, as Forças do Exército lançaram um foguete Fayr-5 e um míssil Nazeat, segundo revelou o Contra-Almirante Seyed Mahmud Musavi, vice-comandante da Força Naval do Exército iraniano e porta-voz da operação.

Visitantes não são bem vindos


De acordo com as declarações feitas pelo Contra-almirante Mousavi, dois navios militares da "coalizão" se aproximaram da costa sudeste do Irã, onde as atividades de treinamento militar estavam sendo realizadas.

"Durante a manhã e nas primeiras horas do exercício militar, dois navios da coalizão se aproximaram da área para monitorar as forças navais iranianas", disse Mousavi, que então informou que "os drones iranianos identificaram os navios e, em seguida, as aeronaves do nosso exército realizaram rasantes em aviso e os navios deixaram a área".

Os comandantes da Marinha iraniana asseguraram que essas manobras buscam aprimorar as capacidades operacionais do exército e transmitir uma mensagem de paz e amizade aos países da região.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas