Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Chefe da ONU diz que é essencial evitar escalada de tensões no Irã

O chefe da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, alertou neste domingo que é essencial evitar “qualquer forma de escalada” das tensões no Golfo, em meio a temores de um conflito após a derrubada de um drone norte-americano pelo Irã na semana passada.
Por Catarina Demony | Reuters

LISBOA (Reuters) - “O mundo não pode permitir um grande confronto no Golfo”, disse Guterres, nos bastidores da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, em Lisboa . “Todos devem manter nervos de aço.”

Na quinta-feira, um míssil iraniano destruiu um drone de vigilância dos EUA, em um incidente que o governo norte-americano disse que aconteceu no espaço aéreo internacional.

Trump disse mais tarde que ordenou o cancelamento de um ataque militar em retaliação pela ação que poderia ter resultado em 150 mortes.

Teerã repetiu no sábado que o drone foi abatido sobre seu território e disse que responderia com firmeza a qualquer ameaça dos EUA.

Os comentários de Guterres vêm um dia depois…

Tudo para 'evitar imprevistos': Rússia posiciona complexos S-400 na fronteira com Ucrânia

Um novo complexo de defesa antimíssil russo S-400, posicionado em Sevastopol, primeiramente terá o objetivo de controlar o espaço aéreo na zona fronteiriça com Ucrânia.


Sputnik

Segundo informou na quarta-feira (10) uma fonte militar da Crimeia, o novo S-400 vigiará o espaço aéreo sob Chongar e Armyansk.


Regimento S-400 começa a operar na Crimeia
Regimento de S-400 na Crimeia © Sputnik/ Sergei Malgavko

Em dezembro do ano passado, o Ministério da Defesa da Rússia informou que a nova unidade do sistema de defesa antimíssil S-400 Triumph entrará em serviço na Crimeia em 12 de janeiro de 2018. Destaca-se que é a segunda unidade posicionada lá. A primeira se encontra em Teodósia (Crimeia) desde a primavera de 2017.

"A tarefa da segunda unidade do sistema S-400 — é detectar a tempo e se necessário destruir alvos aéreos ucranianos que representam ameaça para Crimeia", explicou.

Ao mesmo tempo, a fonte sublinhou que a Ucrânia está aumentando sua retórica agressiva em relação à Crimeia e efetua testes de mísseis de cruzeiro.

"Esses testes de mísseis de cruzeiro representam ameaça para a península, sendo que a trajetória do seu voo é quase imprevisível", destacou, adicionando que o novo S-400 será posicionado na Crimeia para "evitar imprevistos" e "liquidar ameaças parecidas" em longas distâncias.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas