Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Turquia alega ter eliminado 260 combatentes curdos em Afrin

Pelo menos 260 membros de grupos armados curdos foram eliminados no âmbito da operação militar "Ramo de Oliveira" na cidade síria de Afrin, informou um comunicado do Estado-Maior do exército da Turquia.


Sputnik

"No âmbito da operação, em 23 de janeiro, durante combates com membros de organizações terroristas, um companheiro de armas morreu e um ficou ferido. No entanto, durante o curso da operação, no mínimo 260 terroristas foram eliminados. A operação segue como planejado", informou o comunicado.


Tanque turco durante incursão militar na Síria em fevereiro de 2015
Tanque turco na Síria © AP Photo/ Mursel Coban, Depo Photos

No dia 20 de janeiro, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os combatentes curdos na cidade síria de Afrin, considerados como terroristas por Ancara. No domingo, o governo turco iniciou a fase de ocupação de territórios sírios, com apoio dos militantes do grupo Exército Livre da Síria, uma das principais facções da oposição ao governo de Bashar Assad.

Damasco condenou resolutamente a agressão turca contra Afrin, que é parte integrante do território sírio.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas