Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Turquia alega ter eliminado 260 combatentes curdos em Afrin

Pelo menos 260 membros de grupos armados curdos foram eliminados no âmbito da operação militar "Ramo de Oliveira" na cidade síria de Afrin, informou um comunicado do Estado-Maior do exército da Turquia.


Sputnik

"No âmbito da operação, em 23 de janeiro, durante combates com membros de organizações terroristas, um companheiro de armas morreu e um ficou ferido. No entanto, durante o curso da operação, no mínimo 260 terroristas foram eliminados. A operação segue como planejado", informou o comunicado.


Tanque turco durante incursão militar na Síria em fevereiro de 2015
Tanque turco na Síria © AP Photo/ Mursel Coban, Depo Photos

No dia 20 de janeiro, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os combatentes curdos na cidade síria de Afrin, considerados como terroristas por Ancara. No domingo, o governo turco iniciou a fase de ocupação de territórios sírios, com apoio dos militantes do grupo Exército Livre da Síria, uma das principais facções da oposição ao governo de Bashar Assad.

Damasco condenou resolutamente a agressão turca contra Afrin, que é parte integrante do território sírio.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas