Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

Alemanha e França condenam ataques contra Embaixada da Rússia na Síria

O governo da Alemanha afirmou nesta sexta-feira que tanto Berlim como Paris condenam os ataques que têm ocorrido contra o povo sírio e também contra a Embaixada da Rússia em Damasco, na Síria, no contexto do sangrento conflito com foco na região de Ghouta Oriental.


Sputnik

"A França e a Alemanha condenam fortemente os ataques direcionados à população civil, incluindo muitas crianças, bem como à infraestrutura civil e médica. Esses ataques violam as regras básicas do direito internacional humanitário. A Alemanha e a França também condenam os ataques contra a Embaixada russa em Damasco", informou o porta-voz Steffen Seibert após um encontro da chanceler Angela Merkel com o presidente francês, Emmanuel Macron, em Bruxelas.


A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, conversa com o presidente francês, Emmanuel Macron, durante um encontro de líderes da União Europeia em Bruxelas
Angela Merkel e Emmanuel Macron © AP Photo/ John Thys, Pool Photo via AP

Merkel e Macron escreveram hoje uma carta ao presidente russo, Vladimir Putin, pedindo apoio para um projeto de resolução atualmente em discussão no Conselho de Segurança das Nações Unidas que pretende estabelecer um cessar-fogo e facilitar a chegada de ajuda humanitária a Ghouta Oriental, atual foco das hostilidades entre as partes em conflito na Síria.

"Diante da situação das pessoas no leste de Ghouta, a França e a Alemanha exigem a cessação imediata das hostilidades e a implementação de um cessar-fogo para fornecer apoio civil, acesso humanitário e evacuações médicas, como solicitado pela ONU."


Postar um comentário

Postagens mais visitadas