Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

Alemanha e França condenam ataques contra Embaixada da Rússia na Síria

O governo da Alemanha afirmou nesta sexta-feira que tanto Berlim como Paris condenam os ataques que têm ocorrido contra o povo sírio e também contra a Embaixada da Rússia em Damasco, na Síria, no contexto do sangrento conflito com foco na região de Ghouta Oriental.


Sputnik

"A França e a Alemanha condenam fortemente os ataques direcionados à população civil, incluindo muitas crianças, bem como à infraestrutura civil e médica. Esses ataques violam as regras básicas do direito internacional humanitário. A Alemanha e a França também condenam os ataques contra a Embaixada russa em Damasco", informou o porta-voz Steffen Seibert após um encontro da chanceler Angela Merkel com o presidente francês, Emmanuel Macron, em Bruxelas.


A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, conversa com o presidente francês, Emmanuel Macron, durante um encontro de líderes da União Europeia em Bruxelas
Angela Merkel e Emmanuel Macron © AP Photo/ John Thys, Pool Photo via AP

Merkel e Macron escreveram hoje uma carta ao presidente russo, Vladimir Putin, pedindo apoio para um projeto de resolução atualmente em discussão no Conselho de Segurança das Nações Unidas que pretende estabelecer um cessar-fogo e facilitar a chegada de ajuda humanitária a Ghouta Oriental, atual foco das hostilidades entre as partes em conflito na Síria.

"Diante da situação das pessoas no leste de Ghouta, a França e a Alemanha exigem a cessação imediata das hostilidades e a implementação de um cessar-fogo para fornecer apoio civil, acesso humanitário e evacuações médicas, como solicitado pela ONU."


Postar um comentário

Postagens mais visitadas