Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Chefe da ONU diz que é essencial evitar escalada de tensões no Irã

O chefe da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, alertou neste domingo que é essencial evitar “qualquer forma de escalada” das tensões no Golfo, em meio a temores de um conflito após a derrubada de um drone norte-americano pelo Irã na semana passada.
Por Catarina Demony | Reuters

LISBOA (Reuters) - “O mundo não pode permitir um grande confronto no Golfo”, disse Guterres, nos bastidores da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, em Lisboa . “Todos devem manter nervos de aço.”

Na quinta-feira, um míssil iraniano destruiu um drone de vigilância dos EUA, em um incidente que o governo norte-americano disse que aconteceu no espaço aéreo internacional.

Trump disse mais tarde que ordenou o cancelamento de um ataque militar em retaliação pela ação que poderia ter resultado em 150 mortes.

Teerã repetiu no sábado que o drone foi abatido sobre seu território e disse que responderia com firmeza a qualquer ameaça dos EUA.

Os comentários de Guterres vêm um dia depois…

Ataques da coalizão internacional matam 100 militares das tropas governamentais sírias

Aproximadamente uma centena de militares das forças governamentais sírias morreu durante ataques aéreos realizados pela coalização internacional liderada pelos EUA.


Sputnik

A informação foi divulgada pelo canal de televisão ABC que cita uma fonte local.


Consequências do ataque aéreo da coalizão internacional
Bombardeio da coalizão dos EUA na Síria © AP Photo/ Osama Sami

Na noite de 7 para 8 de fevereiro, as forças pró-governo sírias iniciaram um "ataque não provocado" contra o Estado-Maior General das Forças Democráticas da Síria (SDF). De acordo com o comunicado, a coalizão efetuou ataques "para repelir atos de agressão em relação aos parceiros que estão lutando contra os terroristas do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia]".

Segundo comunicou um funcionário estadunidense que preferiu não se identificar, os ataques aéreos e de artilharia foram dedicados para repelir a ofensiva. Em suas palavras, o ataque contra o Estado-Maior da SDF, localizado ao norte do rio Eufrates, foi bem organizado. Além da artilharia, a coalizão também usou tanques T-54 e T-72.

Ademais, o funcionário reportou que a coalizão usou linhas telefônicas diretas para informar os militares russos sobre ataques aéreos na área.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas