Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Aviões israelenses atacam pelo menos 3 alvos na Síria, segundo ONG

O ataque da aviação israelense contra território sírio teve como alvo o aeroporto de Al Taifur, na província de Homs, ao sudoeste de Damasco e perto da fronteira sírio-libanesa, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.


EFE

A ONG detalhou que no aeroporto de Al Taifur se concentram forças do regime sírio, iranianas e do grupo libanês Hezbollah.


Resultado de imagem para f-16 israelense
Dois F-16 israelenses | Reprodução

Por sua parte, a agência oficial síria "Sana" afirmou que os sistemas de defesa antiaérea repeliram dois ataques contra posições militares e que atingiram "mais de um avião".

O Observatório indicou que o ataque em Homs também teve como alvo a área situada entre as instalações de Al Taifur e a região da Al Biarat.

A ONG indicou que este ataque causou feridos, mas não forneceu números, acrescentando que há informações sobre a morte de alguns soldados em consequência dos ferimentos.

Os arredores de Damasco foram atacados em uma segunda ofensiva aérea, de acordo com o Observatório, que apontou que as aeronaves também bombardearam nesta incursão a região de Al Dimas, perto da fronteira do Líbano, na estrada que une Damasco e Beirute.

Por sua parte, a agência "Sana", que cita uma fonte militar, garantiu que "o inimigo israelense lançou pela madrugada um ataque aéreo contra uma base militar na região central (Homs) onde as unidades de defesa atingiram mais de um avião".

Além disso, ressaltou que outra incursão israelense realizada posteriormente foi repelida nos arredores de Damasco.

Segundo a agência, a incursão aconteceu 12 horas depois do anúncio do exército sírio sobre a expulsão do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) das províncias de Aleppo e Hama.

O exército israelense informou que vários dos seus caças atacaram alvos iranianos no país vizinho em resposta à incursão de um drone iraniano no espaço aéreo de Israel.

Em tal ataque, um avião israelense foi derrubado pela defesa antiaérea síria, ao que Israel respondeu com um ataque em grande escala contra alvos iranianos na Síria e o sistema de defesa antiaéreo sírio.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas