Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Conheça o 'canhão-monstro' russo, uma das melhores peças da artilharia naval

A "formidável" arma naval de fabricação soviética, além de proteger contra drones, pode afundar destróieres com seu poderoso canhão de 130 milímetros, capaz de disparar 80 projéteis por minuto.


Sputnik

As Forças Armadas russas contam com uma das melhores armas da artilharia naval, diz o colunista Charlie Gao do The National Interest.


Canhão AK-130 instalado no cruzador Varyag, foto de arquivo
Canhão AK-130 do cruzador Varyag © Sputnik/ Aleksei Kundenko

Trata-se do canhão naval automático AK-130, que entrou no serviço em 1985 com o objetivo de equipar os destróieres soviéticos com meios de artilharia antiaérea. A arma foi projetada para abater alvos localizados em um raio até 23 km, e pode cumprir funções balísticas, de artilharia antiaérea e antimíssil.

No entanto, a principal vantagem deste canhão duplo, afirma o colunista, consiste na combinação de um alto calibre com uma alta cadência de tiro: é capaz de disparar 80 projéteis de 130 milímetros por minuto, característica que marcou grande diferença em relação a seus congêneres estrangeiros durante a Guerra Fria.

"Essas mesmas características tornaram o AK-130 um dos melhores canhões navais para defender navio de um enxame de drones", diz o colunista.

Gao explicou que este "monstro" é também capaz de afundar destróieres inimigos que naveguem em seu alcance, e sublinhou que, apesar de só ter sido instalado em navios do projeto 956 por ser "extremamente pesado" — cerca de 140 toneladas, juntamente com as munições 
 "continua demonstrando a sua utilidade na era moderna". 

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas