Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Corpos de 27 milicianos pró-governo são encontrados no Iraque

Um total de 27 corpos de membros da milícias pró-governo iraquiana Multidão Popular foi encontrado nesta segunda-feira na comarca de Al Hauiya, na província de Kirkuk, assassinados supostamente por combatentes do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), disse à Agencia Efe um comandante do grupo armado.


EFE

As vítimas "faziam uma missão especial perto da cidade de Al Saaduniya, no município da Al Riad em Al Hauiya, onde se perderam e caíram em uma emboscada das organizações terroristas", explicou Ali al Hosseini, dirigente das milícias no sul de Kirkuk.


Resultado de imagem para Al Hauiya, na província de Kirkuk,
Reprodução

A fonte acrescentou que a emboscada foi feita por "membros do EI vestidos com o uniforme do Ministério de Interior do Iraque" que dispararam contra as forças da Multidão Popular, matando 27 combatentes cujos corpos foram encontrados perto de Al Saaduniya.

Por sua vez, as milícias detalharam em comunicado que ontem uma de suas forças especiais foi vítima de "uma emboscada traidora por parte de um grupo terrorista" cujos membros vestiam uniformes militares.

Após a emboscada, começaram violentos enfrentamentos entre os dois grupos e outro contingente da Multidão interveio "para derrotar o inimigo" e "27 membros da Multidão morreram", explica a nota.

Nos últimos meses, Al Hauiya foi palco de ataques dos radicais contra as forças de segurança e a população civil.

O EI chegou a dominar amplas áreas do norte e do oeste do Iraque, desde que surgiu no país, em meados de 2014, até o final de 2017, quando o governo anunciou que o grupo tinha sido derrotado.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas