Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel realiza novos bombardeios na Faixa de Gaza após queda de foguete

Aviação israelense atacou instalações subterrâneas em Gaza. Foguete disparado de Gaza caiu em cidade israelense sem causar vítimas.
France Presse

Aviões de guerra israelenses realizaram novos ataques na madrugada desta segunda-feira (19) na Faixa de Gaza, onde a tensão foi reduzida, mas sem dissipar todo o fantasma de um novo confronto.

A aviação israelense atacou instalações subterrâneas no sul do território do movimento palestino Hamas, afirmou em um comunicado.

Israel respondeu assim ao disparo de um foguete lançado no domingo à noite a partir da Faixa de Gaza - o segundo em 24 horas - e que caiu sem causar vítimas nas proximidades de Sderot, cidade israelense perto do enclave palestino.

O exército de Israel manteve sua política de resposta sistemática a qualquer intervenção hostil a partir dos territórios palestinos, onde travou três guerras contra o Hamas e grupos armados palestinos aliados desde 2008.

Israel usará "todos os meios à sua disposição" para garantir a segurança d…

Criação da Agência Naval de Segurança Nuclear e Qualidade

Na última segunda-feira, dia 5, ocorreu a Cerimônia de Mostra de Ativação da Agência Naval de Segurança Nuclear e Qualidade. Na ocasião, o Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha do Brasil, Almirante de Esquadra Bento Costa Lima Leite de Albuquerque, deu posse ao Contra-Almirante (RM1-EN) Humberto Moraes Ruivo como Diretor desta Agência, com a presença de membros do Alto Comando da Marinha do Brasil.


Poder Naval

Esta Agência vai trabalhar em consonância com o Ministério da Defesa (MD); Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC); Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI); Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen); Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e comunidade científica em geral. A Agência Naval de Segurança Nuclear e Qualidade contará com um corpo técnico constituído de oficiais, praças e civis.


Arte do submarino nuclear brasileiro | Reprodução

A Associação Brasileira de Energia Nuclear (Aben) esteve presente na cerimônia por meio de sua presidente, Olga Simbalista, e de seu 2º vice-presidente, Luciano Pagano, este também representando a Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A. (Amazul), instituição em que ocupa o cargo de Diretor Técnico-Comercial.

O evento ocorreu no Salão Nobre do Edifício Almirante Tamandaré, no Centro do Rio de Janeiro, no dia 5 de fevereiro de 2018, às 11h30. A cerimônia contou com a presença de representantes da Marinha do Brasil, de instituições do setor nuclear brasileiro e universidades, dentre outras entidades.

A Agência Naval de Segurança Nuclear e Qualidade foi criada por meio da Portaria n° 120/MB, de 20 de abril de 2017, a qual alterou a denominação do Escritório de Desenvolvimento Tecnológico Industrial da Marinha. Trata-se de uma Organização Militar sem autonomia administrativa, devendo ser apoiada pela Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM) e pelo Centro Tecnológico da Marinha no Rio de Janeiro (CTMRJ), com sede na cidade do Rio de Janeiro, com o propósito de atuar como órgão regulador e fiscalizador das atividades afetas à Segurança e ao Licenciamento Nucleares, na Marinha, de meios navais e instalações terrestres, bem como supervisionar as atividades da área de Qualidade da Marinha do Brasil.

FONTE: Associação Brasileira de Energia Nuclear (Aben)


Postar um comentário