Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pentágono nega que avião russo tenha 'expulsado' bombardeiro americano do Báltico

O Pentágono não concorda que o bombardeiro estratégico norte-americano B-52H tenha sido expulso por um caça russo Su-27 sobre o mar Báltico, comunicou à Sputnik o representante da entidade militar americana Eric Pahon.
Sputnik

"O avião da Força Aérea dos EUA B-52H realizava operações rotineiras no espaço aéreo internacional segundo o princípio da liberdade de navegação e de voo. Em 20 de março, o B-52H teve um encontro ordinário com um Su-27 russo que efetuava operações sobre o mar Báltico", esclareceu o porta-voz do Pentágono.

Pahon acrescentou que o Su-27 não expulsou o B-52H, que conseguiu completar a sua missão.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou um vídeo de caças russos escoltando um bombardeiro estratégico americano Boeing B-52H sobre as águas neutras do mar Báltico. Segundo o comunicado, dois caças Su-27 levantaram voo para identificar e acompanhar a aeronave dos EUA.

De acordo com o Ministério, após o B-52H ter mudado de trajetória, distanciando-se da f…

Damasco: Síria continuará lutando contra agressores, seja Israel, EUA ou Turquia

Bouthaina Shaaban, a assessora do presidente sírio, Bashar Assad, declarou que Damasco está determinada a lutar contra ocupação externa.


Sputnik

"Continuaremos lutando contra qualquer ocupante seja ele Israel, EUA ou Turquia, continuaremos lutando contra agressão", disse ela aos jornalistas em Moscou.


Bouthaina Shaaban
Bouthaina Shaaban © Sputnik/ Vitaly Belousov

Bouthaina Shaaban sublinhou que esse tipo de agressão é "continuação do terrorismo".

A assessora afirmou também que o exército russo já não está mais na Síria, acrescentando que o apoio da Rússia é prestado através da Força Aérea do país.

"Não há exército russo na Síria. Há apenas Força Aérea. Todas as outras notícias da mídia ocidental não são mais do que propaganda", disse Shaaban.

Em dezembro de 2017, o presidente russo, Vladimir Putin, ordenou a retirada das tropas russas da Síria, declarando cumprimento de sua tarefa de destruir o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia).


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas