Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Defesa aérea síria intercepta avião de reconhecimento israelense

Os sistemas de defesa antiaérea sírios forçaram um avião de reconhecimento israelense a abandonar o espaço aéreo do país, informou a agência síria SANA.


Sputnik

"Os sistemas de defesa antiaérea sírios enfrentaram nesta quarta-feira (14) um avião de reconhecimento israelense sobre a cidade de Quneitra, obrigando-o a deixar o espaço aéreo da Síria", comunicou a agência.


Um drone do exército israelense
Drone do exército de Israel © AP Photo/ Ariel Schalit, File

A cidade de Quneitra fica a apenas 40 quilômetros de Damasco. A parte israelense não comenta sobre o incidente em questão.

Previamente, o governo sírio advertiu que Israel enfrentará "novas surpresas" caso tente atacar novamente o território da Síria após os mísseis sírios terem derrubado um caça israelense.

"Tenham total confiança que o agressor se surpreenderá muito, já que pensava que esta guerra — de desgaste a qual a Síria esteve exposta há anos — tornou-a incapaz de enfrentar qualquer ataque", declarou o vice-chanceler sírio Ayman Sussan, citado pela Reuters.

"Eles verão mais surpresas sempre que tentarem atacar a Síria", acrescentou.

Anteriormente, o exército de Israel anunciou ter interceptado um drone iraniano sobre seu território e como resposta atacou instalações militares iranianas na Síria. O país árabe, por sua vez, respondeu com fogo de baterias antiaéreas, acabando por derrubar um avião israelense. A tripulação conseguiu escapar com vida, saltando da aeronave.

A Síria e o movimento libanês xiita, Hezbollah, celebraram a derrubada do F-16 como um golpe à superioridade militar israelense, indica a Reuters. No entanto, segundo a Rádio do Exército de Israel, o erro do piloto foi a causa principal para que o F-16 não conseguisse evitar o míssil que o atingiu.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas