Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Defesa aérea síria intercepta avião de reconhecimento israelense

Os sistemas de defesa antiaérea sírios forçaram um avião de reconhecimento israelense a abandonar o espaço aéreo do país, informou a agência síria SANA.


Sputnik

"Os sistemas de defesa antiaérea sírios enfrentaram nesta quarta-feira (14) um avião de reconhecimento israelense sobre a cidade de Quneitra, obrigando-o a deixar o espaço aéreo da Síria", comunicou a agência.


Um drone do exército israelense
Drone do exército de Israel © AP Photo/ Ariel Schalit, File

A cidade de Quneitra fica a apenas 40 quilômetros de Damasco. A parte israelense não comenta sobre o incidente em questão.

Previamente, o governo sírio advertiu que Israel enfrentará "novas surpresas" caso tente atacar novamente o território da Síria após os mísseis sírios terem derrubado um caça israelense.

"Tenham total confiança que o agressor se surpreenderá muito, já que pensava que esta guerra — de desgaste a qual a Síria esteve exposta há anos — tornou-a incapaz de enfrentar qualquer ataque", declarou o vice-chanceler sírio Ayman Sussan, citado pela Reuters.

"Eles verão mais surpresas sempre que tentarem atacar a Síria", acrescentou.

Anteriormente, o exército de Israel anunciou ter interceptado um drone iraniano sobre seu território e como resposta atacou instalações militares iranianas na Síria. O país árabe, por sua vez, respondeu com fogo de baterias antiaéreas, acabando por derrubar um avião israelense. A tripulação conseguiu escapar com vida, saltando da aeronave.

A Síria e o movimento libanês xiita, Hezbollah, celebraram a derrubada do F-16 como um golpe à superioridade militar israelense, indica a Reuters. No entanto, segundo a Rádio do Exército de Israel, o erro do piloto foi a causa principal para que o F-16 não conseguisse evitar o míssil que o atingiu.


Postar um comentário