Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Defesa aérea síria intercepta avião de reconhecimento israelense

Os sistemas de defesa antiaérea sírios forçaram um avião de reconhecimento israelense a abandonar o espaço aéreo do país, informou a agência síria SANA.


Sputnik

"Os sistemas de defesa antiaérea sírios enfrentaram nesta quarta-feira (14) um avião de reconhecimento israelense sobre a cidade de Quneitra, obrigando-o a deixar o espaço aéreo da Síria", comunicou a agência.


Um drone do exército israelense
Drone do exército de Israel © AP Photo/ Ariel Schalit, File

A cidade de Quneitra fica a apenas 40 quilômetros de Damasco. A parte israelense não comenta sobre o incidente em questão.

Previamente, o governo sírio advertiu que Israel enfrentará "novas surpresas" caso tente atacar novamente o território da Síria após os mísseis sírios terem derrubado um caça israelense.

"Tenham total confiança que o agressor se surpreenderá muito, já que pensava que esta guerra — de desgaste a qual a Síria esteve exposta há anos — tornou-a incapaz de enfrentar qualquer ataque", declarou o vice-chanceler sírio Ayman Sussan, citado pela Reuters.

"Eles verão mais surpresas sempre que tentarem atacar a Síria", acrescentou.

Anteriormente, o exército de Israel anunciou ter interceptado um drone iraniano sobre seu território e como resposta atacou instalações militares iranianas na Síria. O país árabe, por sua vez, respondeu com fogo de baterias antiaéreas, acabando por derrubar um avião israelense. A tripulação conseguiu escapar com vida, saltando da aeronave.

A Síria e o movimento libanês xiita, Hezbollah, celebraram a derrubada do F-16 como um golpe à superioridade militar israelense, indica a Reuters. No entanto, segundo a Rádio do Exército de Israel, o erro do piloto foi a causa principal para que o F-16 não conseguisse evitar o míssil que o atingiu.


Comentários

Postagens mais visitadas