Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Su-57 russo supera caças de 5ª geração F-22 e F-35 dos EUA, diz piloto militar

O uso de caças F-22 pela Força Aérea dos EUA na Síria privou este modelo de suas vantagens sobre aeronaves russas, segundo a mídia norte-americana. Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, um piloto militar russo comentou a situação.
Sputnik

A utilização de caças norte-americanos F-22 na Síria privou os EUA das vantagens destes caças em relação aos caças russos, escreveu o jornal Military Watch. Segundo Veralinn Jamieson, tenente-general da Força Aérea dos EUA, os céus do Iraque e da Síria se tornaram "armazém de informações" para russos sobre atuação de caças estadunidenses durante operações.

Segundo o autor do artigo, os russos tiveram bastante tempo para analisar e testar a tecnologia de furtividade dos F-22, além de terem coletado dados sobre o uso da aeronave e encontrado meios de combatê-la. Além disso, a Rússia poderá usar essas tecnologias na fabricação de suas aeronaves.

O artigo enfatiza que os radares dos sistemas de mísseis antiaéreos S-300 e S-400 da Rússia …

Defesa antiaérea: Turquia ergue 'Cúpula de Ouro' na fronteira da Síria

O sistema protegerá duas regiões de fronteira, enquanto a operação contra os curdos sírios continuar.


Sputnik

A Turquia está desenvolvendo um sistema de defesa aérea similar ao da "Cúpula de Ferro" de Israel, informou o portal Defense News, citando fontes no governo.


Imagem relacionada
Sistema Korkut da Turquia | Reprodução

De acordo com o plano aprovado pelo Comitê Executivo da Indústria da Defesa, o novo sistema, apelidado de "Cúpula de Ouro", protegerá duas províncias turcas na fronteira com a Síria, Hatay e Kilis, de mísseis lançados por milícias curdas, contra as quais Ancara iniciou a operação "Ramo de Oliveira" no dia 20 de janeiro.

A versão turca da "Cúpula de Ferro" terá como base o sistema Korkut, que incorpora a tecnologia desenvolvida pela maior empresa de defesa turca, a Aselsan.

Korkut é um sistema antiaéreo auto-propulsado equipado com três sistemas de canhões de 35 mm e um centro de comando e controle capaz de operar de forma autônoma. O sistema possui meios para detectar, monitorar, reconhecer, identificar e destruir os alvos inimigos.

De acordo com o portal Army Technology, a produção em série dos sistemas Korkut começou em março de 2017 e a primeira entrega está programada para o próximo mês de maio.


Postar um comentário