Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Defesa russa: Frente al-Nusra prepara ataques químicos na Síria

Segundo afirma o Ministério da Defesa da Rússia, os terroristas da Frente al-Nisra trouxeram mais de 20 contêineres com cloro para a província síria de Idlib.


Sputnik

O Centro para a Reconciliação na Síria russo também destacou que a Frente al-Nusra (organização terrorista proibida em vários países, incluindo a Rússia) e Capacetes Brancos (organização de defesa civil que opera na Síria) estão se preparando para realizar um ataque com armas químicas em Idlib.


Militantes da Frente al-Nusra
Terroristas da Frente al-Nusra © AFP 2018/ Fadi al-Halabi / AMC

O comunicado de imprensa indica que na noite de 12 de fevereiro, um residente da província de Idlib ligou ao Centro e informou sobre os preparativos para a provocação onde serão usadas substâncias químicas tóxicas.

"Segundo as palavras do residente, em 12 de fevereiro os militantes do grupo Frente al-Nusra transportaram em 3 caminhões mais de 12 contêineres com cloro para a cidade de Saraqib [Idlib]", revela o comunicado.

"De acordo com suas palavras, os representantes da sede local dos Capacetes Brancos realizaram ensaios de 'primeiros socorros' com equipamentos de proteção individual para os 'civis que alegadamente sofreram intoxicação'".

"Tudo isso significa que os terroristas da Frente al-Nusra, junto com os representantes dos Capacetes Brancos estão preparando mais uma provocação na província de Idlib, onde preveem usar substâncias químicas tóxicas…", assegura o Centro para a Reconciliação na Síria russo.

Ademais, o comunicado destaca que "utilizar tais substâncias é um meio de acusar as autoridades de Damasco de usar armas químicas contra os moradores civis".

O governo sírio vem sendo frequentemente acusado por autoridades de outros países, incluindo os Estados Unidos, de fazer uso de armas químicas na luta contra militantes armados da oposição. No entanto, Damasco nega utilizar esse tipo de estratégia para combater seus inimigos.

Para a Rússia, os EUA, além de fazerem acusações infundadas contra a Síria, sem qualquer tipo de evidência, ainda ignoram fatos objetivos do uso de armas químicas por terroristas durante operações contra tropas do governo sírio e civis.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas