Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Poloneses pedem a Trump ajuda para conseguir indenização da Rússia e Alemanha pela 2ª Guerra

Um auto-proclamado "partido bíblico antiglobalista" pró-EUA e pró-Israel da Polônia, que se autodenomina "Movimento 11 de novembro", criou uma petição no site We the People da Casa Branca pedindo ao presidente Donald Trump ajude a obter "compensação adequada" da Rússia e da Alemanha por danos causados ​​na Segunda Guerra Mundial.
Sputnik

"Os poloneses livres estão apelando para os EUA, o vencedor na Segunda Guerra Mundial e o fiador dos acordos do pós-guerra, para obter ajuda na recuperação das reparações de guerra da Alemanha e da Rússia", diz a petição.


Além de alcançar a "justiça histórica", uma campanha de reparações bem-sucedida desempenharia "um papel fundamental na Polônia, tornando-se um forte aliado dos Estados Unidos diante da ameaça que surge na Europa e na Ásia — um novo Império do Mal".

Falando ao The New American, uma pequena revista de propriedade da John Birch Society, o co-autor e vice-presidente do Movimento 11…

Donetsk: oficiais dos EUA verificam se Forças Armadas da Ucrânia estão prontas para atacar

Um grupo de oficiais do Pentágono chegou para Donbass com o objetivo de verificar se os militares ucranianos estão prontos para realizar uma ofensiva, declarou Eduard Basurin, vice-chefe do comando operacional da República Popular de Donetsk (RPD).


Sputnik

Segundo suas palavras, os oficiais norte-americanos estão sendo acompanhados pelos representantes do Estado-Maior da Ucrânia.


Instrutores americanos em Donbass
Militares dos EUA em Donbass © AP Photo/ Aleksandr Shulman

"Atualmente as brigadas das Forças Armadas ucranianas, que fazem parte do grupo tático-operacional Donetsk, estão sendo sujeitas à verificação", adicionou.

Previamente, o representante plenipotenciário da República Popular de Donetsk, Denis Pushilin afirmou que os militares ucranianos continuam posicionando suas forças em povoações localizadas em zonas neutras. Isso, por sua vez, contradiz completamente com os Acordos de Minsk, opina.

Militares estrangeiros em Donbass

Donetsk repetidamente declarou que as forças ucranianas são apoiadas por mercenários estrangeiros, enquanto os instrutores da OTAN coordenam suas ações.

Segundo indica o comando operacional da República Popular de Donetsk, mais de 60 franco-atiradores e membros da artilharia poloneses e lituanos foram deslocados para Donbass.

Além disso, é informado que os militares ucranianos estão sendo treinados por 129 instrutores que chegaram dos EUA, Canadá, Turquia, Argélia, Letônia, Lituânia e Reino Unido.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas