Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Su-57 russo supera caças de 5ª geração F-22 e F-35 dos EUA, diz piloto militar

O uso de caças F-22 pela Força Aérea dos EUA na Síria privou este modelo de suas vantagens sobre aeronaves russas, segundo a mídia norte-americana. Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, um piloto militar russo comentou a situação.
Sputnik

A utilização de caças norte-americanos F-22 na Síria privou os EUA das vantagens destes caças em relação aos caças russos, escreveu o jornal Military Watch. Segundo Veralinn Jamieson, tenente-general da Força Aérea dos EUA, os céus do Iraque e da Síria se tornaram "armazém de informações" para russos sobre atuação de caças estadunidenses durante operações.

Segundo o autor do artigo, os russos tiveram bastante tempo para analisar e testar a tecnologia de furtividade dos F-22, além de terem coletado dados sobre o uso da aeronave e encontrado meios de combatê-la. Além disso, a Rússia poderá usar essas tecnologias na fabricação de suas aeronaves.

O artigo enfatiza que os radares dos sistemas de mísseis antiaéreos S-300 e S-400 da Rússia …

Donetsk: oficiais dos EUA verificam se Forças Armadas da Ucrânia estão prontas para atacar

Um grupo de oficiais do Pentágono chegou para Donbass com o objetivo de verificar se os militares ucranianos estão prontos para realizar uma ofensiva, declarou Eduard Basurin, vice-chefe do comando operacional da República Popular de Donetsk (RPD).


Sputnik

Segundo suas palavras, os oficiais norte-americanos estão sendo acompanhados pelos representantes do Estado-Maior da Ucrânia.


Instrutores americanos em Donbass
Militares dos EUA em Donbass © AP Photo/ Aleksandr Shulman

"Atualmente as brigadas das Forças Armadas ucranianas, que fazem parte do grupo tático-operacional Donetsk, estão sendo sujeitas à verificação", adicionou.

Previamente, o representante plenipotenciário da República Popular de Donetsk, Denis Pushilin afirmou que os militares ucranianos continuam posicionando suas forças em povoações localizadas em zonas neutras. Isso, por sua vez, contradiz completamente com os Acordos de Minsk, opina.

Militares estrangeiros em Donbass

Donetsk repetidamente declarou que as forças ucranianas são apoiadas por mercenários estrangeiros, enquanto os instrutores da OTAN coordenam suas ações.

Segundo indica o comando operacional da República Popular de Donetsk, mais de 60 franco-atiradores e membros da artilharia poloneses e lituanos foram deslocados para Donbass.

Além disso, é informado que os militares ucranianos estão sendo treinados por 129 instrutores que chegaram dos EUA, Canadá, Turquia, Argélia, Letônia, Lituânia e Reino Unido.


Postar um comentário