Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel realiza novos bombardeios na Faixa de Gaza após queda de foguete

Aviação israelense atacou instalações subterrâneas em Gaza. Foguete disparado de Gaza caiu em cidade israelense sem causar vítimas.
France Presse

Aviões de guerra israelenses realizaram novos ataques na madrugada desta segunda-feira (19) na Faixa de Gaza, onde a tensão foi reduzida, mas sem dissipar todo o fantasma de um novo confronto.

A aviação israelense atacou instalações subterrâneas no sul do território do movimento palestino Hamas, afirmou em um comunicado.

Israel respondeu assim ao disparo de um foguete lançado no domingo à noite a partir da Faixa de Gaza - o segundo em 24 horas - e que caiu sem causar vítimas nas proximidades de Sderot, cidade israelense perto do enclave palestino.

O exército de Israel manteve sua política de resposta sistemática a qualquer intervenção hostil a partir dos territórios palestinos, onde travou três guerras contra o Hamas e grupos armados palestinos aliados desde 2008.

Israel usará "todos os meios à sua disposição" para garantir a segurança d…

Em vez de sanções e pressão militar, Rússia propõe outra opção para resolver crise coreana

Para resolução da crise norte-coreana, há uma alternativa que poderia ser aplicada ao invés do aumento de sanções e pressão militar contra Coreia do Norte, declarou o embaixador russo na Coreia do Sul, Aleksandr Timonin.


Sputnik

"Estou seguro que a alternativa real, ao invés de sanções e pressão militar contra Coreia do Norte, é o início mais rápido possível das negociações entre seis parceiros [clube nuclear — Estados que possuem armas nucleares]", destacou.


A parte principal da festa foi a parada militar na praça central de Pyongyang
Praça central de Pyongyang, Coreia do Norte © REUTERS/ KCNA

Além disso, ele adicionou que o processo deve ter como base o roteiro elaborado pela Rússia e China, que inclui três etapas e deve contribuir para resolução pacífica da crise na península da Coreia.

De acordo com o diplomata, "apoio ativo desse processo é o objetivo-chave da diplomacia russa na direção coreana".

O plano sino-russo — também chamado de duplo congelamento — prevê a suspensão simultânea do programa de armas nucleares e de mísseis da Coreia do Norte e dos exercícios militares conjuntos da Coreia do Sul e dos EUA, levando em consideração "as preocupações atuais de todas as partes interessadas no âmbito da segurança, bem como criando condições para reabrir as negociações".

A Rússia e a China propuseram uma moratória aos testes nucleares e lançamentos de mísseis da Coreia do Norte e apelaram aos EUA e à Coreia do Sul para que não realizem manobras conjuntas. Os EUA não apoiaram a iniciativa.

Nos últimos meses, a Coreia do Norte realizou uma série de testes de mísseis e um teste nuclear. As sanções, aprovadas por unanimidade pelo Conselho de Segurança da ONU em 11 de setembro em resposta ao teste nuclear da Coreia do Norte, proíbem o país de exportar produtos têxteis e limitam a quantidade de petróleo bruto e produtos petrolíferos refinados que podem ser importados por Pyongyang.


Postar um comentário