Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Especialista: situação em Afrin está atingindo seu ponto crítico

O especialista do Instituto do Oriente Médio da Rússia, Sergei Balmasov, comentou as recentes declarações do líder turco, Recep Tayyip Erdogan.


Sputnik

Segundo o presidente turco, as tropas de Ancara pretendem cercar a cidade síria de Afrin nos próximos dias.


Ofensiva da Turquia na Síria
© REUTERS/ Assessoria de Imprensa das Forças Revolucionárias da Síria

"A situação está piorando e já atingiu seu ponto crítico. No entanto, a situação não é tão fácil para os turcos. A operação está se desenvolvendo há muito tempo, mas os resultados são pouco consideráveis", disse o especialista à emissora RT.

O analista também afirmou ser ainda muito cedo para prever os resultados reais da operação "Ramo de Oliveira". Segundo ele, as atividades militares turcas demorarão para surtir um efeito duradouro, e por isso não é possível prever por quanto tempo durará a intervensão de Ancara em território sírio.

"É uma tarefa ingrata estipular a duração da campanha", lamentou o interlocutor da RT.

No dia 20 janeiro, Turquia iniciou a operação "Ramo de Oliveira" nos arredores da cidade síria de Afrin, ao noroeste de Aleppo. A operação visa combater grupos jihadistas e o YPG, a ala armada do Partido da União Democrática Curdo-Síria (PYD). Para a Turquia, o YPG é uma extensão do PKK, banido no país como uma organização terrorista.

Após uma ofensiva aérea, da qual, de acordo com o Estado-Maior turco, participaram 72 aeronaves e um total de 153 alvos foram destruídos, o governo turco anunciou no domingo o início de uma operação terrestre na área.

Damasco condenou a operação turca contra Afrin e enfatizou se tratar de uma parte inalienável do território sírio.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas