Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

EUA prometem compartilhar informações de inteligência com Rússia e Irã

O Comando Central dos Estados Unidos está disposto a compartilhar dados de inteligência com Rússia e Irã, desde que estes aceitem cooperar com Washington na luta contra o Talibã no Afeganistão, afirmou nesta quarta-feira o major-general James Hecker, da Força Aérea norte-americana.


Sputnik

"Nós olhamos para o Paquistão, olhamos para o Irã e Rússia, para onde podemos encontrar uma esfera comum. Eles percebem que muitos narcóticos estão indo para seus países. O Irã depende da água que vem do Afeganistão. Então, esse é um campo comum para o qual podemos olhar. Então, se eles estiverem dispostos a nos ajudar, nós vamos, definitivamente, trabalhar com eles e compartilhar inteligência, para nos livrarmos dos terroristas", disse o militar durante uma coletiva de imprensa. 


Combatentes do Talibã no Afeganistão (foto de arquivo)
Combatentes do talibã no Afeganistão © AP Photo/ Allauddin Khan

Um funcionário do Ministério das Relações Exteriores da Rússia expressou à Sputnik nesta quarta-feira a esperança de que representantes do Talibã e do governo afegão possam se encontrar em breve em Moscou para discutir possibilidades de resolução da crise de segurança que afeta o país há tantos anos. De acordo com ele, os Estados Unidos também serão bem vindos se quiserem participar dessas consultas.


Postar um comentário