Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

Explosões de dois carros em ataques suicidas deixa dezenas de mortos no Iêmen

Duas explosões de automóveis deixaram dezenas de mortos e feridos em Aden, no Iêmen, neste sábado.


Sputnik

A responsabilidade pelos ataques suicidas ainda é desconhecida, assim como o saldo de mortos e feridos nesta cidade portuária no sul do Iêmen.


Carro em chamas em frente à casa do chefe de segurança de Aden, no Iêmen
Carro bomba no Iêmen © REUTERS/ Stringer

De acordo com funcionários do hospital Jumhouriya em Aden, dezenas de pessoas foram mortas ou feridas nas explosões.

Eles informaram que os cadáveres de cinco vítimas, a maioria deles soldados, chegaram às instalações, juntamente com uma série de pessoas feridas, incluindo civis.

Já um correspondente da rede Al Arabiya na cidade informou que a maioria dos mortos são civis.

A Al Arabiya também informou que um carro bomba foi detonado em uma rodovia perto da entrada em um campo antiterrorista que está localizado no distrito de Al-Tawahi, no sul da cidade.

O relato é semelhante ao dado por testemunhas citadas pela Agência Reuters. Elas afirmaram que os ataques pareciam ter visado um campo usado por forças antiterroristas.

Usuários das redes sociais publicaram fotos da cidade de Aden depois das explosões, que atingiram a área perto do Southern Transitional Council.

A situação no Iêmen tem estado instável por meses, já que um conflito armado entre o governo liderado pelo presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi e o movimento Houthi, também conhecido como Ansar Allah, continua em andamento.

Desde março de 2015, a coalizão liderada pelos sauditas, composta principalmente por Estados árabes e apoiada pelos Estados Unidos e pelo Reino Unido, vem realizando ataques aéreos contra os Houthis a pedido de Hadi.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas