Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

Forças especiais turcas estão prestes a entrar em Afrin

O vice-premiê turco, Bekir Bozdag, disse na segunda-feira (26) que a Turquia vai posicionar o exército e forças especiais na cidade síria de Afrin a fim de "completar com sucesso a operação e proteger os civis".


Sputnik

"As nossas forças especiais foram enviadas para Afrin para completar com sucesso a operação e proteger os civis", afirmou o político.


Tropas turcas na colina Bursayah, que separa Afrin de Azaz
Tropas turcas na colina Bursayah, que separa Afrin de Azaz © AP Photo/ STR

Ele também declarou que os ataques aéreos das Forças Armadas turcas contra as posições dos grupos curdos em Afrin vão continuar.

No sábado (24), o Conselho de Segurança da ONU adotou uma resolução que estabelece o cessar-fogo de 30 dias na Síria. Contudo, o vice-premiê turco disse que o armistício não se aplica à operação militar em curso da Turquia contra os terroristas em Afrin.

Em 20 de janeiro, Ancara lançou uma operação militar na região síria de Afrin contra os grupos curdos considerados terroristas pela Turquia. Damasco, por sua vez, condena severamente as ações turcas, frisando a importância da integridade territorial do país e da sua soberania.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas