Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Índia realizará manobras navais para frear influência da China no Oceano Índico

Ao menos 17 países confirmaram sua intenção de participar das manobras de grande escala Milan-2018, organizadas pela Índia, comunicou em entrevista a jornalistas um representante da Marinha indiana, capitão D. K. Sharma.


Sputnik

De acordo com o representante indiano, cujo nome completo não pode ser divulgado de acordo com as normas do país, as manobras decorrerão de 6 a 13 de março e delas participarão frotas da Austrália, Vietnã, Indonésia, Bangladesh, Mianmar, Maurício, Nova Zelândia, Omã, Tailândia, Sri Lanka, Singapura, Tanzânia, Maldivas, Camboja, Quênia e Malásia.


Navios da Marinha da Índia (foto de arquivo)
Navios da Marinha da Índia © AP Photo/ Rafiq Maqbool

"A colaboração no âmbito dos treinamentos Milan inclui a troca de opiniões e ideias quanto à manutenção de paz no espaço marítimo, bem como a intensificação da colaboração regional a fim de lutar contra ações ilícitas no mar", frisou o representante, citado pelo serviço de imprensa do exército indiano.

De acordo com ele, os treinamentos passaram os limites das manobras regionais e se converteram em um "prestigioso evento internacional", no qual participam as marinhas dos países de todo o Oceano Índico.

Vale destacar que um dos principais assuntos a discutir no âmbito das futuras manobras será a presença naval da China na região, frisou o alto funcionário.

As manobras Milan foram realizadas pela primeira vez em 1995 e, nesse ano, contaram com a participação de somente cinco países. Desde então, os treinamentos são realizados duas vezes por ano.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas