Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Novo corte na verba do PROSUB preocupa Comando da Marinha do Brasil

O Comandante da Marinha, almirante de esquadra Eduardo Leal Ferreira, está seriamente preocupado com as consequências negativas de um novo e importante corte nos recursos do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), previstos para o orçamento de 2019.
Por Roberto Lopes e Alexandre Galante | Poder Naval

O Programa, cujos termos foram ajustados em 2009, estabelece a produção, no complexo industrial naval de Itaguaí (RJ), de quatro submarinos de ataque convencionais (propulsão diesel-elétrica) da classe Scorpène, e a assistência técnica francesa para a construção do primeiro submarino nuclear brasileiro.

O primeiro submarino convencional, batizado Riachuelo, deve ser lançado ao mar na manhã da quarta-feira 12 de dezembro.

Em novembro de 2016, reunido com lideranças da Base Industrial de Defesa, em São Paulo, o então ministro da Defesa, Raul Jungmann, estimou o valor total do investimento brasileiro no PROSUB em 30 bilhões de Reais.

O Poder Naval não teve acesso aos valores da reduçã…

Índia realizará manobras navais para frear influência da China no Oceano Índico

Ao menos 17 países confirmaram sua intenção de participar das manobras de grande escala Milan-2018, organizadas pela Índia, comunicou em entrevista a jornalistas um representante da Marinha indiana, capitão D. K. Sharma.


Sputnik

De acordo com o representante indiano, cujo nome completo não pode ser divulgado de acordo com as normas do país, as manobras decorrerão de 6 a 13 de março e delas participarão frotas da Austrália, Vietnã, Indonésia, Bangladesh, Mianmar, Maurício, Nova Zelândia, Omã, Tailândia, Sri Lanka, Singapura, Tanzânia, Maldivas, Camboja, Quênia e Malásia.


Navios da Marinha da Índia (foto de arquivo)
Navios da Marinha da Índia © AP Photo/ Rafiq Maqbool

"A colaboração no âmbito dos treinamentos Milan inclui a troca de opiniões e ideias quanto à manutenção de paz no espaço marítimo, bem como a intensificação da colaboração regional a fim de lutar contra ações ilícitas no mar", frisou o representante, citado pelo serviço de imprensa do exército indiano.

De acordo com ele, os treinamentos passaram os limites das manobras regionais e se converteram em um "prestigioso evento internacional", no qual participam as marinhas dos países de todo o Oceano Índico.

Vale destacar que um dos principais assuntos a discutir no âmbito das futuras manobras será a presença naval da China na região, frisou o alto funcionário.

As manobras Milan foram realizadas pela primeira vez em 1995 e, nesse ano, contaram com a participação de somente cinco países. Desde então, os treinamentos são realizados duas vezes por ano.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas