Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Temos armas hipersônicas': Rússia dará resposta à saída dos EUA do Tratado INF, diz Putin

A Rússia não deixará a decisão dos Estados Unidos de retirar-se unilateralmente do tratado de armas nucleares sem resposta, garantiu o presidente russo Vladimir Putin, acrescentando que o país não precisa se unir a outra corrida armamentista.
Sputnik

Moscou ainda está pronta para continuar dialogando com Washington sobre o tratado bilateral que proíbe os mísseis de médio alcance, que se tornou uma das pedras angulares do desarmamento nuclear, disse o líder russo em uma reunião do governo em Sochi. Ainda assim, os EUA devem "tratar esta questão com total responsabilidade", disse o presidente, acrescentando que a decisão de Washington de retirar-se do acordo "não pode e não ficará sem resposta".


Estas não são ameaças vazias, advertiu Putin. Ele disse que a Rússia já havia advertido os EUA contra a saída do tratado ABM que regulamenta os sistemas de mísseis e avisou Washington sobre possíveis retaliações. "Agora, temos armas hipersônicas capazes de penetrar qualquer…

Irã respalda integridade territorial da Síria

Irã respalda a integridade territorial da Síria e rechaçará qualquer manobra relacionada com essa intenção, afirmou um assessor do líder da Revolução Islâmica do país persa, em declarações difundidas hoje.


Prensa Latina


Teerã - Ali Akbar Velayati, conselheiro para Assuntos Internacionais do imã Ali Jamenei, enfatizou que o governo iraniano fará todo o possível para frustrar planos dos Estados Unidos destinados a desmembrar o vizinho país.

Ali Akbar Velayati | Reprodução

'Irã respalda a integridade territorial da Síria e não permitirá agressão alguma contra seu território', assegurou Velayati.

O também diretor do Centro de Estudos Estratégicos do Conselho de Discernimento do Sistema da República Islâmica do Irã, denunciou que Washington tenta dividir a Síria com a criação de um Estado na orla leste do rio Éufrates, nas mãos de curdos, e depois reconhecê-lo.

'Esse objetivo nunca se materializará (...) desbarataremos essa manobra', afirmou Velayati durante uma cerimônia de homenagem ao aniversário 39 da vitória da Revolução Islâmica do Irã.

O especialista fez um paralelo desse projeto norte-americano com as tentativas separatistas do Curdistão iraquiano mediante um referendo em setembro de 2017, a cujos organizadores chamou de mercenários e ignorantes.

Em meados de janeiro último, conheceu-se as intenções da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos contra o Daesh ou Estado Islâmico, para criar, sob seu amparo, unidades curdas de controle fronteiriço no norte da Síria.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas