Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil abre processo administrativo para apurar vídeo de militares dançando 'Jenifer' em navio

Em nota, a Marinha informou que e 'foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições' e que irá apurar o ocorrido.
Por G1 Rio

A Marinha do Brasil instaurou um processo administrativo para apurar um vídeo em que um grupo de militares aparece dançando a música "Jenifer" em um navio oficial.


A embarcação, segundo a Marinha, é o Aviso de Instrução Guarda-Marinha Brito, que fica sediado no Rio de Janeiro. A gravação foi feita durante o estágio de mar de militares.

Em nota, a Marinha informou que "foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições da Marinha" e que, para ampliar a apuração do ocorrido, foi instaurado um procedimento administrativo "cuja conclusão, certamente, conterá as propostas pertinentes às necessárias correções no inaceitável comportamento".

Assista o vídeo

Irã respalda integridade territorial da Síria

Irã respalda a integridade territorial da Síria e rechaçará qualquer manobra relacionada com essa intenção, afirmou um assessor do líder da Revolução Islâmica do país persa, em declarações difundidas hoje.


Prensa Latina


Teerã - Ali Akbar Velayati, conselheiro para Assuntos Internacionais do imã Ali Jamenei, enfatizou que o governo iraniano fará todo o possível para frustrar planos dos Estados Unidos destinados a desmembrar o vizinho país.

Ali Akbar Velayati | Reprodução

'Irã respalda a integridade territorial da Síria e não permitirá agressão alguma contra seu território', assegurou Velayati.

O também diretor do Centro de Estudos Estratégicos do Conselho de Discernimento do Sistema da República Islâmica do Irã, denunciou que Washington tenta dividir a Síria com a criação de um Estado na orla leste do rio Éufrates, nas mãos de curdos, e depois reconhecê-lo.

'Esse objetivo nunca se materializará (...) desbarataremos essa manobra', afirmou Velayati durante uma cerimônia de homenagem ao aniversário 39 da vitória da Revolução Islâmica do Irã.

O especialista fez um paralelo desse projeto norte-americano com as tentativas separatistas do Curdistão iraquiano mediante um referendo em setembro de 2017, a cujos organizadores chamou de mercenários e ignorantes.

Em meados de janeiro último, conheceu-se as intenções da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos contra o Daesh ou Estado Islâmico, para criar, sob seu amparo, unidades curdas de controle fronteiriço no norte da Síria.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas