Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Irã tem base militar na Síria?

A chancelaria russa não dispõe de dados sobre a possível existência de uma base militar do Irã perto de Palmira, disse vice-ministro do Exterior russo, Mikhail Bogdanov.


Sputnik

"Não disponho dessa informação", afirmou vice-ministro sendo perguntado sobre a existência da uma base iraniana perto de Palmira.


O Exército Sírio e os milícias perto de Palmira
Mig 21 sírio em Palmira © Sputnik/ Mikhail Voskresensky

No que diz respeito ao recente incidente no espaço aéreo de Israel e Síria, Bogdanov apelou às partes para que mantenham calma e não provoquem a escalada da tensão na região.

"Apelamos a todos à calma, para não permitir uma escalada muito perigosa nos países da região", declarou Mikhail Bogdanov.

As declarações do vice-chanceler russo vêm alguns dias depois da derrubada de um caça israelense pelo sistema de defesa aérea sírio.

No sábado (10), militares israelenses declararam ter interceptado um drone iraniano que violou o espaço aéreo do país vindo do território sírio. Como resposta, a Força Aérea de Israel atacou uma base de drones na área de Palmira, ao que a Síria, por sua vez, respondeu com fogo de baterias antiaéreas, acabando por derrubar um avião israelense. A tripulação conseguiu se ejetar.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas