Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Brasil comemora 20 anos do fim do conflito entre Peru e Equador

O Brasil irá comemorar nesta terça-feira os 20 anos do fim dos conflitos na fronteira entre Peru e Equador, que se prolongaram por quase 170 anos e que causaram várias guerras, tensões e enfrentamentos entre ambos os países.
EFE

Brasília - O Acordo Global e Definitivo de Paz entre Equador e Peru foi assinado em 26 de outubro de 1998 em Brasília, que voltará a ser palco de um encontro entre representantes dessas duas nações, mas agora para reafirmar "o valor e a eficácia da diplomacia e da solução pacífica de controvérsias", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

A cerimônia contará com a participação do equatoriano José Ayala Lasso e do peruano Fernando de Trazegnies Granda, que eram os chanceleres de seus países na ocasião da assinatura e tiveram participação ativa nas negociações, e será presidido pelo ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes.

Segundo a nota oficial, a comemoração "também evidencia, uma vez mais, a capacidade regional de responder e…

Irã tem base militar na Síria?

A chancelaria russa não dispõe de dados sobre a possível existência de uma base militar do Irã perto de Palmira, disse vice-ministro do Exterior russo, Mikhail Bogdanov.


Sputnik

"Não disponho dessa informação", afirmou vice-ministro sendo perguntado sobre a existência da uma base iraniana perto de Palmira.


O Exército Sírio e os milícias perto de Palmira
Mig 21 sírio em Palmira © Sputnik/ Mikhail Voskresensky

No que diz respeito ao recente incidente no espaço aéreo de Israel e Síria, Bogdanov apelou às partes para que mantenham calma e não provoquem a escalada da tensão na região.

"Apelamos a todos à calma, para não permitir uma escalada muito perigosa nos países da região", declarou Mikhail Bogdanov.

As declarações do vice-chanceler russo vêm alguns dias depois da derrubada de um caça israelense pelo sistema de defesa aérea sírio.

No sábado (10), militares israelenses declararam ter interceptado um drone iraniano que violou o espaço aéreo do país vindo do território sírio. Como resposta, a Força Aérea de Israel atacou uma base de drones na área de Palmira, ao que a Síria, por sua vez, respondeu com fogo de baterias antiaéreas, acabando por derrubar um avião israelense. A tripulação conseguiu se ejetar.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas