Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel realiza novos bombardeios na Faixa de Gaza após queda de foguete

Aviação israelense atacou instalações subterrâneas em Gaza. Foguete disparado de Gaza caiu em cidade israelense sem causar vítimas.
France Presse

Aviões de guerra israelenses realizaram novos ataques na madrugada desta segunda-feira (19) na Faixa de Gaza, onde a tensão foi reduzida, mas sem dissipar todo o fantasma de um novo confronto.

A aviação israelense atacou instalações subterrâneas no sul do território do movimento palestino Hamas, afirmou em um comunicado.

Israel respondeu assim ao disparo de um foguete lançado no domingo à noite a partir da Faixa de Gaza - o segundo em 24 horas - e que caiu sem causar vítimas nas proximidades de Sderot, cidade israelense perto do enclave palestino.

O exército de Israel manteve sua política de resposta sistemática a qualquer intervenção hostil a partir dos territórios palestinos, onde travou três guerras contra o Hamas e grupos armados palestinos aliados desde 2008.

Israel usará "todos os meios à sua disposição" para garantir a segurança d…

'Jerusalém será capital do califado Islâmico'

O xeique Kamal al-Khatib, vice-presidente do Movimento Islâmico ilegal em Israel, promete que Jerusalém será capital do califado, informa o portal Arutz Sheva.


Sputnik

"A cidade de Al-Quds [nome árabe de Jerusalém] é a capital de califado islâmico" e "com ajuda de Alá, ela se tornará realidade muito em breve", advertiu o líder da formação islamista próxima da Irmandade Muçulmana, que é uma organização islâmica radical.


Palestinos rezando na mesquita Al-Aqsa na Cidade Velha de Jerusalém
Palestinos rezando na Mesquita Al-Aqsa, na Cidade Velha em Jerusalém © AP Photo/ Mahmoud Illean

Em alusão às autoridades palestinas, Kamal al-Khatib condena aqueles que se limitam a falar do seu amor e ligação espiritual à mesquita de Jerusalém Al-Aqsa, o terceiro lugar mais sagrado do islã, mas nunca chegaram a ir ao local. Para ele, quem sente esse amor verdadeiro mostra-o com "atividades islâmicas nas mesquitas, renovando as casas de muçulmanos na Cidade Velha de Jerusalém" ou ao ser "detidos ou obrigados a pagar uma multa por suas atividades".

Al-Khatib recorda como as autoridades palestinas negociaram o estatuto de Jerusalém durante os Acordos de Oslo de 1993 e agora "derramam lágrimas de crocodilo" ao ver que a cidade sagrada "é cada vez mais judaica".

No dia 6 de dezembro de 2017, o presidente dos EUA declarou que o seu país reconhece a cidade de Jerusalém como capital de Israel e anunciou a transferência da embaixada norte-americana, que atualmente se encontra em Tel Aviv.

Numerosos líderes mundiais se mostraram preocupados com a decisão da administração do presidente norte-americano.


Postar um comentário