Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA vão suspender Tratado INF se Rússia não cumprir acordo, diz vice-secretário de Estado

Os EUA vão suspender suas obrigações no Tratado INF, que trata a respeito armas nucleares de médio alcance, no dia 2 de fevereiro se a Rússia não apresentar provas de que está cumprindo o acordo, disse o vice-secretário de Estado.
Sputnik

Em outubro, o presidente dos EUA anunciou que seu país abandonaria o Tratado INF, assinado pelos Estados Unidos e pela União Soviética em 1987.


Trump argumentou que Moscou estava desenvolvendo mísseis que violam esse pacto.

Em 4 de dezembro, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que Washington suspenderia sua adesão ao INF no prazo de 60 dias se a Rússia não voltasse a cumprir suas obrigações.

No entanto, a Rússia nega categoricamente todas as acusações. O líder russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou se opõe à violação do Tratado INF, mas responderá se isso acontecer.

Mídia revela 'arma mais potente' da Coreia do Norte

Serviços secretos podem se tornar uma ferramenta eficaz nas mãos das autoridades norte-coreanas em caso de conflito armado na península coreana, escreve a revista The National Interest (NI).


Sputnik

Segundo nota a edição com referência a um relatório do Pentágono, a Coreia do Norte possui dois serviços secretos principais responsáveis pela inteligência. O primeiro se ocupa da inteligência externa e operações secretas. A segunda agência é responsável pela contrainteligência. No entanto, há mais duas instituições que atuam na Coreia do Sul.


Soldados durante o desfile militar que marca o 105º aniversário de Kim Il-sung, fundador da Coreia do Norte, em Pyongyang
Militares norte-coreanos em desfile © Sputnik/ Ilia Pitalev

De acordo com os especialistas, a Diretoria de Inteligência do Estado-Maior do exército norte-coreano, que é o principal serviço secreto na esfera de inteligência externa da Coreia do Norte, foi criado à maneira da Diretoria Principal de Inteligência do Estado-Maior das Forças Armadas da União Soviética. Este órgão consiste de seis departamentos responsáveis pela realização de operações secretas, inteligência, atividades no ciberespaço, coleta de dados de inteligência no exterior e negociações intercoreanas.

O Ministério de Segurança do Estado é o órgão principal na área de contraespionagem, mas possui algumas funções na área da inteligência externa. Ele, segundo nota o NI, também foi criado segundo o padrão do Ministério de Segurança do Estado soviético. No Pentágono afirmam que este órgão está subordinado diretamente ao líder norte-coreano Kim Jong-un.

A atividade de outros dois serviços secretos está ligada diretamente à Coreia do Sul. Por exemplo, a Seção da Frente Unida trata da criação no Sul de grupos pró-Norte e é responsável pelas negociações intercoreanas. O segundo serviço secreto, designado no relatório do Pentágono como 225º Bureau funciona clandestinamente. Na opinião dos militares norte-americanos, este órgão prepara agentes para os introduzir na Coreia do Sul, bem como cria organizações políticas secretas no país vizinho para incitarem desordens e revoluções.

A revista também salienta que os serviços secretos são um dos principais pilares da Coreia do Norte. Os analistas opinam que os agentes norte-coreanos são capazes de atuar com sucesso no exterior. Por exemplo, a eles é atribuído o assassinato do irmão mais velho de Kim Jong-un – Kim Jong-nam.

Ao concluir, a edição chama os serviços secretos norte-coreanos de impiedosos e nota que eles podem ser usados com bastante sucesso em caso de conflito na península coreana.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas