Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Estados Unidos esperam sinais da Coreia do Norte sobre possível diálogo, diz Tillerson

'Mantemos nossos canais abertos', diz secretário de Estado em entrevista a TV.
EFE

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, afrmou neste domingo que está atento a possíveis sinais da Coreia do Norte sobre a chance de iniciar um diálogo, que começaria sendo bilateral, mas no qual a China assumiria algum papel mais adiante.

"O meu trabalho como chefe da diplomacia é garantir que os norte-coreanos saibam que mantemos nossos canais abertos", disse Tillerson em entrevista exibida na noite de domingo pela emissora "CBS", e da qual o Departamento de Estado proporcionou uma transcrição nesta segunda-feira.

"Não estou mandando muitas mensagens de resposta porque, por enquanto, não há nada a dizer, portanto estou ouvindo para que você (a Coreia do Norte) me diga que está preparado para falar", acrescentou Tillerson.

Ao ser questionado sobre como saberia se a Coreia do Norte está disposta a realizar negociações, Tillerson respondeu: "Eles vã…

Putin e Erdogan decidem fortalecer união entre forças armadas para aniquilar terrorismo

O presidente russo, Vladimir Putin, e seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, sublinharam a necessidade de respeitar o regime de cessar-fogo na Síria.


Sputnik

Putin e Erdogan, decidiram fortalecer cooperação entre as forças armadas e serviços especiais dos dois países na luta contra terrorismo, declarou o Kremlin.


Presidente turco Recep Tayyip Erdogan e o presidente russo Vladimir Putin durante o encontro bilateral em Kremlin, Moscou, Rússia, setembro de 2015
Recep Tayyip Erdogan e Vladimir Putin © Sputnik/ Aleksei Druzhinin

Durante conversa telefônica, eles também discutiram perspectivas de novos contatos. O presidente turco expressou condolências pelo piloto russo, Roman Filipov, que foi morto por terroristas na Síria em 3 de fevereiro.

"Foi acordado fortalecimento de cooperação das ações entre as forças armadas e serviços especiais da Federação da Rússia e da República Turca no âmbito da luta contra os grupos terroristas que violam o regime de cessar-fogo", lê-se no comunicado da assessoria de imprensa do Kremlin.

As partes sublinharam a necessidade de respeitar os acordos de Astana sobre a criação das zonas de desescalada na Síria, a importância de cooperação entre a Rússia, Turquia e Irã no âmbito do processo de paz no país e estabelecimento de novos contatos a deferentes níveis.

Anteriormente, o canal de televisão turco NTV informou que os dois presidentes acordaram realizar em breve a segunda cúpula trilateral entre Rússia, Turquia e Irã sobre a Síria na cidade turca de Istambul.

O conflito armado na Síria se arrasta desde março de 2011. As partes no conflito e os representantes da comunidade internacional negociam a reconciliação em Genebra e Astana. A cooperação eficaz entre a Rússia, a Turquia e o Irã levou à criação de quatro zonas de desescalada na Síria.


Postar um comentário