Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Putin e Erdogan decidem fortalecer união entre forças armadas para aniquilar terrorismo

O presidente russo, Vladimir Putin, e seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, sublinharam a necessidade de respeitar o regime de cessar-fogo na Síria.


Sputnik

Putin e Erdogan, decidiram fortalecer cooperação entre as forças armadas e serviços especiais dos dois países na luta contra terrorismo, declarou o Kremlin.


Presidente turco Recep Tayyip Erdogan e o presidente russo Vladimir Putin durante o encontro bilateral em Kremlin, Moscou, Rússia, setembro de 2015
Recep Tayyip Erdogan e Vladimir Putin © Sputnik/ Aleksei Druzhinin

Durante conversa telefônica, eles também discutiram perspectivas de novos contatos. O presidente turco expressou condolências pelo piloto russo, Roman Filipov, que foi morto por terroristas na Síria em 3 de fevereiro.

"Foi acordado fortalecimento de cooperação das ações entre as forças armadas e serviços especiais da Federação da Rússia e da República Turca no âmbito da luta contra os grupos terroristas que violam o regime de cessar-fogo", lê-se no comunicado da assessoria de imprensa do Kremlin.

As partes sublinharam a necessidade de respeitar os acordos de Astana sobre a criação das zonas de desescalada na Síria, a importância de cooperação entre a Rússia, Turquia e Irã no âmbito do processo de paz no país e estabelecimento de novos contatos a deferentes níveis.

Anteriormente, o canal de televisão turco NTV informou que os dois presidentes acordaram realizar em breve a segunda cúpula trilateral entre Rússia, Turquia e Irã sobre a Síria na cidade turca de Istambul.

O conflito armado na Síria se arrasta desde março de 2011. As partes no conflito e os representantes da comunidade internacional negociam a reconciliação em Genebra e Astana. A cooperação eficaz entre a Rússia, a Turquia e o Irã levou à criação de quatro zonas de desescalada na Síria.


Postar um comentário