Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Helicópteros americanos estariam resgatando terroristas do Daesh de prisão síria

Os helicópteros norte-americanos tiraram terroristas do Daesh de uma prisão na cidade síria de Al-Hasakah, informou uma fonte local à Sputnik.
Sputnik

"Habitantes locais viram do telhado helicópteros estadunidenses aterrissando no território de uma prisão local, controlada pelos curdos, para tirar de lá terroristas do Daesh", afirmou a fonte — que preferiu não ser identificada — em Al-Hasakah à Sputnik Árabe.


Além disso, há informações que os militares norte-americanos estariam trazendo para a prisão várias munições, porque planejam criar no lugar uma base.

Anteriormente, a mídia iraquiana comunicou que helicópteros dos EUA tinham transportado membros do grupo Daesh (proibido na Rússia) da prisão central de Al-Hasakah para sua base perto do povoado Abu Hajar, no leste da Síria.

De acordo com fontes locais, na prisão de Al-Hasakah, muito bem fortificada, estariam encarcerados cerca de 100 terroristas, a maioria de cidadania estrangeira. Especialistas sírios acham que são os mesmos…

Reino Unido envia navio 'de plástico' para escoltar submarinos russos

O Reino Unido teve que enviar uma embarcação caça-minas "de plástico" para escoltar submarinos russos e um navio auxiliar que passaram perto das águas britânicas, informa o jornal britânico Daily Mail, citando fontes no Ministério da Defesa do país.


Sputnik

De acordo com a mídia, em 2017, o Reino Unido enviou um navio de guerra ligeiro para escoltar submarinos russos devido à ocupação do resto da frota.


Navio caça-minas Cattistock
CC BY 2.0 / Les Chatfield Seguir / HMS Cattistock (M31)

Vale destacar que, em geral, o Ministério da Defesa britânico informa sobre estes procedimentos, mas desta vez o incidente foi ocultado por medo de que viesse à tona a falta de navios no país.

Segundo sublinha o artigo do jornal, as missões de escolta são geralmente realizadas por um navio de patrulha, equipado com sistema antimísseis. No entanto, em agosto de ano passado Londres teve que recorrer a um navio caça-minas Cattistock, construído em fibra de vidro.

Anteriormente, o chefe do Estado-Maior britânico reconheceu que as Forças Armadas russas superam as britânicas no que se diz respeito ao equipamento técnico-militar.

Postar um comentário