Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: presidente ucraniano mata sua indústria ao introduzir novas sanções contra Rússia

O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, assinou um decreto sobre as sanções contra a Rússia adotadas pelo Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia. O especialista Eduard Popov falou com a Sputnik e indicou qual o principal objetivo perseguido pelo governo ucraniano com tal iniciativa.
Sputnik

Em 2 de maio, o Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia ampliou as medidas restritivas em relação a diversas pessoas físicas e jurídicas russas, bem como prolongou a vigência das sanções introduzidas anteriormente.

Segundo informou a assessoria de imprensa da entidade, as sanções são aplicadas a pessoas "relacionadas com a agressão no ciberespaço e no campo informacional" contra a Ucrânia, "ações criminosas" contra os cidadãos ucranianos detidos na Rússia, bem como aos deputados da Duma de Estado e do Conselho da Federação da Rússia.

O diretor do Centro de Cooperação Pública e Informativa "Europa", Eduardo Popov, disse ao serviço russo da Rádio Sp…

Reino Unido envia navio 'de plástico' para escoltar submarinos russos

O Reino Unido teve que enviar uma embarcação caça-minas "de plástico" para escoltar submarinos russos e um navio auxiliar que passaram perto das águas britânicas, informa o jornal britânico Daily Mail, citando fontes no Ministério da Defesa do país.


Sputnik

De acordo com a mídia, em 2017, o Reino Unido enviou um navio de guerra ligeiro para escoltar submarinos russos devido à ocupação do resto da frota.


Navio caça-minas Cattistock
CC BY 2.0 / Les Chatfield Seguir / HMS Cattistock (M31)

Vale destacar que, em geral, o Ministério da Defesa britânico informa sobre estes procedimentos, mas desta vez o incidente foi ocultado por medo de que viesse à tona a falta de navios no país.

Segundo sublinha o artigo do jornal, as missões de escolta são geralmente realizadas por um navio de patrulha, equipado com sistema antimísseis. No entanto, em agosto de ano passado Londres teve que recorrer a um navio caça-minas Cattistock, construído em fibra de vidro.

Anteriormente, o chefe do Estado-Maior britânico reconheceu que as Forças Armadas russas superam as britânicas no que se diz respeito ao equipamento técnico-militar.

Postar um comentário