Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia adverte exército sírio contra entrada em Manbij

O comunicado foi divulgado poucos dias depois de pelo menos quatro soldados americanos terem sido mortos em um atentado suicida na cidade de Manbij, no norte da Síria, cuja responsabilidade foi assumida pelo Daesh (grupo terrorista proibido em Rússia e em vários outros países).
Sputnik

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores turco, Hami Aksoy, alertou as Forças Armadas do governo sírio para que não tentassem entrar na cidade de Manbij, localizada no norte da Síria.


"Às Unidades de Proteção Popular curdas na Síria (YPG) não deveria ser permitido deixar que as forças do regime [do presidente sírio Bashar Assad] entrem em Manbij", disse Aksoy em uma entrevista coletiva na sexta-feira (18). Ele também destacou que "a retirada das tropas norte-americanas da Síria não deveria ajudar os terroristas das YPG e do Partido de União Democrática curdo (PYD)".

As declarações foram feitas depois que nesta quarta-feira (16) na cidade síria de Manbij ocorreu uma explosão em u…

Reino Unido envia navio 'de plástico' para escoltar submarinos russos

O Reino Unido teve que enviar uma embarcação caça-minas "de plástico" para escoltar submarinos russos e um navio auxiliar que passaram perto das águas britânicas, informa o jornal britânico Daily Mail, citando fontes no Ministério da Defesa do país.


Sputnik

De acordo com a mídia, em 2017, o Reino Unido enviou um navio de guerra ligeiro para escoltar submarinos russos devido à ocupação do resto da frota.


Navio caça-minas Cattistock
CC BY 2.0 / Les Chatfield Seguir / HMS Cattistock (M31)

Vale destacar que, em geral, o Ministério da Defesa britânico informa sobre estes procedimentos, mas desta vez o incidente foi ocultado por medo de que viesse à tona a falta de navios no país.

Segundo sublinha o artigo do jornal, as missões de escolta são geralmente realizadas por um navio de patrulha, equipado com sistema antimísseis. No entanto, em agosto de ano passado Londres teve que recorrer a um navio caça-minas Cattistock, construído em fibra de vidro.

Anteriormente, o chefe do Estado-Maior britânico reconheceu que as Forças Armadas russas superam as britânicas no que se diz respeito ao equipamento técnico-militar.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas