Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Estratégia de defesa antimísseis dos EUA: Coreia do Norte é 'ameaça extraordinária'

O presidente dos EUA, Donald Trump, deve anunciar uma estratégia de defesa antimísseis renovada nesta quinta-feira, na qual A Coreia do Norte é classificada como uma "ameaça extraordinária".
Sputnik

O fato ocorre mesmo sete meses depois do presidente norte-americano declarar que o risco nuclear de Pyongyang foi eliminado.


"Apesar de um possível novo caminho para a paz com a Coreia do Norte agora existir, o país continua a representar uma ameaça extraordinária e os Estados Unidos devem permanecer vigilantes", adverte o relatório, 2019 Missile Defence Review, em seu resumo executivo.

Além da Coreia do Norte, o documento destaca as preocupações sobre o avanço das capacidades da do Irã, da Rússia e da China.

"As capacidades de mísseis dos adversários dos EUA, como Coreia do Norte e Irã, continuam a desempenhar um papel significativo na estratégia de defesa dos EUA", disse o secretário de Defesa dos EUA, Patrick Shanahan, durante a apresentação do relatório.

Royal Air Force: melhorias no Eurofighter o tornarão o ‘caça mais capaz do mundo’

A Royal Air Force do Reino Unido previu que 2018 será o “Ano do Typhoon”, com upgrades de armas transformando a aeronave no caça mais capaz do mundo.


Poder Aéreo

A reivindicação vem depois que uma aeronave do Esquadrão 41 (R) da RAF – o Esquadrão de Teste e Avaliação baseado na RAF Coningsby, Lincolnshire – recentemente se tornou o primeiro de seu tipo a disparar com sucesso um míssil ar-superfície Storm Shadow e um míssil ar-ar BVR Meteor de próxima geração em ensaios.

Eurofighter Typhoon

O Group Captain John Cunningham, que lidera o Project Centurion – o programa para melhorar as capacidades do jato para a frota do Reino Unido – disse: “até o final de 2018, nenhuma outra aeronave no mundo terá todas as capacidades do Typhoon.

“Terá o míssil Meteor de longo alcance, os mísseis Brimstone e Storm Shadow, que pode atingir alvos móveis e estruturas subterrâneas, bombas guiadas a laser Paveway IV, o pod de designação Litening III e os mísseis ar-ar de curto alcance ASRAAM. Tudo isso se reunirá em dezembro de 2018, tornando este ano o maior “game changer” no desenvolvimento desta aeronave “.

O Project Centurion assegurará uma transição perfeita da capacidade do Tornado para o Typhoon no momento em que Tornado sai de serviço em 2019. Atualmente, apenas os três esquadrões do Tornado da RAF podem empregar mísseis ar-superfície Storm Shadow e Brimstone.

As melhorias do ano farão do Typhoon a espinha dorsal da capacidade de combate aéreo da RAF.

Andy Flynn, diretor de entrega do Centurion e Eurofighter da BAE Systems, disse: “Tivemos alguns dias excelentes no escritório este ano com o início da avaliação operacional das capacidades Meteor e Storm Shadow e completando as campanhas de disparo do Brimstone. Temos um grande ano à nossa frente que exigirá que asseguremos que todos todos os dias façam diferença”.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas