Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Donetsk declara estar em prontidão de combate para se defender de suposta ofensiva de Kiev

Os destacamentos da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) estão em prontidão de combate total e completamente equipados com todo o necessário para o caso de haver uma possível ofensiva das Forças Armadas da Ucrânia em Donbass, declarou aos jornalistas o vice-comandante da Milícia Popular da RPD, Eduard Basurin.
Sputnik

Anteriormente, Donetsk denunciou a preparação de um grande ataque por parte de Kiev no sul da região de Donetsk com uso de veículos blindados pesados, artilharia e lançadores múltiplos de foguetes.


Segundo dados da inteligência, a ofensiva foi programada para 14 de dezembro com o objetivo final de tomar sob controle a fronteira com a Rússia. O líder da RPD, Denis Pushilin, declarou por sua vez que as forças de Donetsk estavam prontas para repelir o ataque.

"Todas as unidades militares foram colocadas em prontidão de combate total. Desde o momento em que recebemos informação sobre a preparação de uma ofensiva em grande escala do lado ucraniano, os nossos des…

Rússia: cumprimos todas as obrigações quanto à redução de armas estratégicas

"Nos próximos dias", Moscou enviará para Washington uma nota oficial de confirmação do cumprimento das obrigações impostas pelo Tratado de Redução de Armas Estratégicas, comunica a chancelaria.


Sputnik

Rússia cumpriu todas as obrigações impostas a Moscou pelo Tratado sobre Redução de Armas Estratégicas e "nos próximos dias" transmitirá para Washington uma nota com confirmação oficial, informou na segunda-feira (5) o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.


Bombardeiro estratégico russo Tu-160.
Bombardeiro Tupolev Tu-160 © Sputnik/ Alexey Fedoseev

Ao mesmo tempo, na segunda-feira (5), a porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Heather Nauert, informou, através de comunicado oficial, que seu país também cumpriu suas obrigações impostas pelo mesmo acordo.

Ademais, ela adicionou que os Estados Unidos estão à espera da Rússia para troca mútua de dados.

As declarações de ambas as partes foram feitas em 5 de fevereiro, sendo essa "a data de controle" do cumprimento das obrigações por Washington e Moscou no âmbito do Tratado sobre Redução de Armas Estratégicas (o START III), assinado pelos dois países em 2010.

Anteriormente, o presidente dos EUA, Donald Trump, qualificou como "unilateral" o Tratado sobre Redução de Armas Estratégicas assinado com a Rússia e disse que vai expandir o arsenal nuclear dos EUA. A Rússia, por sua vez, se opõe fortemente que os EUA unilateralmente abandonem o mais recente START III.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas