Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Brasil comemora 20 anos do fim do conflito entre Peru e Equador

O Brasil irá comemorar nesta terça-feira os 20 anos do fim dos conflitos na fronteira entre Peru e Equador, que se prolongaram por quase 170 anos e que causaram várias guerras, tensões e enfrentamentos entre ambos os países.
EFE

Brasília - O Acordo Global e Definitivo de Paz entre Equador e Peru foi assinado em 26 de outubro de 1998 em Brasília, que voltará a ser palco de um encontro entre representantes dessas duas nações, mas agora para reafirmar "o valor e a eficácia da diplomacia e da solução pacífica de controvérsias", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

A cerimônia contará com a participação do equatoriano José Ayala Lasso e do peruano Fernando de Trazegnies Granda, que eram os chanceleres de seus países na ocasião da assinatura e tiveram participação ativa nas negociações, e será presidido pelo ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes.

Segundo a nota oficial, a comemoração "também evidencia, uma vez mais, a capacidade regional de responder e…

Rússia: cumprimos todas as obrigações quanto à redução de armas estratégicas

"Nos próximos dias", Moscou enviará para Washington uma nota oficial de confirmação do cumprimento das obrigações impostas pelo Tratado de Redução de Armas Estratégicas, comunica a chancelaria.


Sputnik

Rússia cumpriu todas as obrigações impostas a Moscou pelo Tratado sobre Redução de Armas Estratégicas e "nos próximos dias" transmitirá para Washington uma nota com confirmação oficial, informou na segunda-feira (5) o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.


Bombardeiro estratégico russo Tu-160.
Bombardeiro Tupolev Tu-160 © Sputnik/ Alexey Fedoseev

Ao mesmo tempo, na segunda-feira (5), a porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Heather Nauert, informou, através de comunicado oficial, que seu país também cumpriu suas obrigações impostas pelo mesmo acordo.

Ademais, ela adicionou que os Estados Unidos estão à espera da Rússia para troca mútua de dados.

As declarações de ambas as partes foram feitas em 5 de fevereiro, sendo essa "a data de controle" do cumprimento das obrigações por Washington e Moscou no âmbito do Tratado sobre Redução de Armas Estratégicas (o START III), assinado pelos dois países em 2010.

Anteriormente, o presidente dos EUA, Donald Trump, qualificou como "unilateral" o Tratado sobre Redução de Armas Estratégicas assinado com a Rússia e disse que vai expandir o arsenal nuclear dos EUA. A Rússia, por sua vez, se opõe fortemente que os EUA unilateralmente abandonem o mais recente START III.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas