Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Rússia quer reunir autoridades do Afeganistão e Talibãs em Moscou

A Rússia espera que as autoridades do Afeganistão e os Talibãs aproveitem a proposta de realizar negociações diretas em Moscou, disse à Sputnik nesta quarta-feira Zamir Kaboulov, diretor do Departamento Asiático do Ministério das Relações Exteriores russo.


Sputnik

"Esperamos que as partes aproveitem esta proposta quando as condições necessárias forem criadas para iniciar o diálogo", afirmou.


Embaixador da Rússia no Afeganistão, Alexander Mantytskiy, demonstra um AK-47 ao Mohammad Hanif Atmar, Conselheiro de Segurança Nacional do Afeganistão
Embaixador da Rússia no Afeganistão demonstra AK-47 a conselheiro de segurança do Afeganistão © AP Photo/ Rahmat Gul

Kaboulov informou que a Rússia convidou o ministro da Defesa do Afeganistão, Tariq Shah Bahrami, para a Conferência de Segurança que Moscou sediará nos dias 4 e 5 de abril de 2018.

O diplomata também indicou que Moscou e Cabul estão estudando a possibilidade de uma visita a Moscou do assessor do presidente do Afeganistão para assuntos de segurança, bem como do ministro do Interior e do ministro dos Transportes.

O diplomata russo expressou a esperança de que os EUA participem das consultas sobre o Afeganistão em Moscou, previstas para acontecerem no primeiro semestre de 2018.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas