Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China: 'Relatório do Pentágono distorce nossas intenções estratégicas'

A China rejeita firmemente as conclusões do relatório do Departamento de Defesa dos EUA sobre a situação militar e de segurança no país asiático, disse em comunicado o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Lu Kang.
Sputnik

"Em 17 de agosto, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou o relatório sobre a situação militar e de segurança na China, interpretando mal as intenções estratégicas da China e apresentando a chamada ‘ameaça militar chinesa' […] Os militares chineses expressam sua firme oposição a esse respeito", diz a declaração.

"As alegações do relatório dos EUA são pura especulação", disse Kang, explicando que o programa de modernização do Exército chinês se destina a defender "os interesses da soberania, segurança e desenvolvimento do país" e para "providenciar a paz, estabilidade e prosperidade globais".

O porta-voz do ministério chinês também reiterou a posição firme de seu país em relação a Taiwan, que ele definiu como u…

Será que Alemanha carece de tanques para cumprir missões da OTAN?

Bundeswehr (Forças Armadas da Alemanha) não possui quantidade necessária de tanques para cumprir operações da OTAN e para desempenhar papel de liderança no grupo de forças de reação rápida no Leste Europeu, comunica o jornal Welt, citando documento secreto do Ministério da Defesa da Alemanha.


Sputnik

De acordo com o Welt, no início de 2019, a Bundeswehr deve assumir papel-chave na criação do grupo de reação rápida internacional Ponta de Lança. Contudo, conforme nota a edição, a 9ª brigada de tanques de Munster, que pode vir a assumir essa tarefa da OTAN, conta com somente nove tanques aptos para combate dos 44 necessários Leopard-2 e três dos 14 veículos blindados de infantaria Marder.


Veículo de combate Puma da Bundeswehr (Forças Armadas da Alemanha) durante exercícios militares no noroeste do país
Puma do exército alemão © AFP 2018/ PATRIK STOLLARZ

Trata-se da falta de peças de reserva e dos altos custos de manutenção técnica. Além disso, a Bundeswehr carece de dispositivos de visão noturna, de lança-granadas, de transportes adicionais, de equipamento de inverno e de colete à prova de balas, frisa o jornal.

Conforme o Welt, os problemas não deixaram de lado a Força Aérea alemã, que também é incapaz de cumprir as obrigações da OTAN. O preparo militar do complexo de combate principal dos caças Eurofighter e Tornado, bem como de helicópteros de transporte CH-53, está muito deteriorado. Como mostram estatísticas, cada um desses complexos pode participar de operações, de preparo e de manobras somente quatro meses por ano. Os outros oito meses são utilizados para reparar as aeronaves, eliminando, assim, problemas antes de voos e reequipamento.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas